Mestrado em Relações Internacionais e Diplomacia – Especialização em Diplomacia Económica

DURAÇÃO

2 anos

ECTS

120

VAGAS

30

REGIME

pós-laboral

CURSO

mestrado

IDIOMAS

PT/EN

SINGULARIDADES DO CURSO

  • Aprofundamento das competências na área das Relações Internacionais e da Diplomacia;
  • Forte componente prática de formação e avaliação;
  • Adequação ao perfil dos candidatos através da oferta de Especialização em Diplomacia Económica ou Política.

O Mestrado em Relações Internacionais e Diplomacia oferece uma formação especializada e aprofundada dirigida a todos os recém-licenciados ou profissionais que pretendam consolidar conhecimentos teóricos e desenvolver competências técnicas práticas essenciais para um percurso profissional de sucesso nestas áreas de elevada competitividade nacional e internacional.

Atendendo à amplitude destes domínios, os Mestrandos poderão optar por uma das especializações mais relevantes da Diplomacia contemporânea: a política ou a económica. Em cada uma delas, encontram-se Unidades Curriculares cuidadosamente pensadas e desenhadas para incrementarem a qualidade e atratividade do perfil profissional do finalista ou para a promoção da continuidade da formação académica num terceiro ciclo.

A oferta de duas especializações e de várias disciplinas opcionais permite aos Mestrandos ajustar o plano de curso aos seus interesses e estratégias individuais, cruzando áreas distintas, mas interligadas, numa formação que se pretende transversal, holística e com o rigor que a carreira diplomática e o exercício de funções em Relações Internacionais exigem.

 

Publicação em Diário da República, 2ª série - N.º 115 - 16 junho 2020 - Anúncio n.º 139/2020

A frequência do Mestrado em Relações Internacionais e Diplomacia permitirá ao estudante desenhar o seu percurso académico de acordo com os seus objetivos profissionais. Quer se incline para uma carreira internacional, institucional e político-diplomática, quer procure novos desafios de gestão e internacionalização pela via empresarial, o Mestrando poderá dotar-se das ferramentas à sua disposição nesta formação de continuidade.

Para além das Línguas Estrangeiras e de um tronco comum com disciplinas de base, como Teorias das RI, Metodologia e Técnicas de Negociação, outras Unidades Curriculares opcionais e inovadoras contribuirão para o desenvolvimento das necessárias competências de análise e de intervenção prática – políticas e económicas – essenciais num mundo globalizado e em crescente interdependência.

Desde a dimensão tecnológica do big data aplicado à prática diplomática, à dimensão jurídica – com o Direito Consular, o Internacional Fiscal ou ainda o Direito do Mar –, e passando pela Economia e Gestão com a Economia Financeira Internacional ou as Estratégias de Negócios Internacionais, são amplos os conhecimentos à disposição dos Mestrandos.

Adicionalmente, a integração dos estudantes numa Unidade de investigação de referência, o IJP, garantirá o devido acompanhamento científico e metodológico dos Mestrandos, tendo em vista não só a sua devida preparação para a elaboração da dissertação, que conferirá o pretendido grau de Mestre, mas também o desafio de acompanharem e participarem na criação de conhecimento atualizado e relevante, nomeadamente através da organização e participação em Seminários e outros eventos científicos com investigadores de referência.

Possíveis saídas profissionais:

  • Carreira diplomática;
  • Organizações internacionais (incl. instituições europeias);
  • Empresas multinacionais;
  • Administração pública;
  • Comunicação social;
  • Investigação;
  • Consultoria;
  • Banca;
  • Ordem dos Despachantes Oficiais;
  • Inspetor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Com o presente ciclo de estudos em RI, pretende-se que os alunos adquiram e consolidem competências correspondentes ao nível 7 do Quadro Europeu de Qualificações que lhes permitam:

  1. Aplicar os principais quadros epistemológicos e metodológicos das RI;
  2. Analisar os principais atores e problemáticas políticas e económicas internacionais contemporâneas;
  3. Comparar diferentes enquadramentos legais e institucionais internacionais;
  4. Aplicar os conhecimentos das línguas estrangeiras no exercício desta atividade;
  5. Desenvolver competências especializadas essenciais ao exercício de cargos na área da diplomacia política ou económica, valorizando o perfil dos alunos para contextos profissionais internacionais;
  6. Desenvolver uma consciência crítica relativamente aos conhecimentos adquiridos e capacidade de produzir investigação relevante e original na área de estudos;
  7. Aplicar os conhecimentos adquiridos em contexto real de eventos científicos e no âmbito de parcerias com entidades externas.

Com a frequência da parte escolar, realização, apresentação e defesa da dissertação de mestrado será atribuído certificado grau de Mestre em Relações Internacionais e Diplomacia: Especialização em Diplomacia Económica.

O ciclo de estudos conducente ao grau de mestre integra um curso de especialização (60 ECTS) e uma dissertação de natureza científica a que correspondem 60 ECTS.

[cursos não conferente de grau]

[cursos não conferente de grau]

O Mestrado em Relações Internacionais e Diplomacia oferece uma formação especializada e aprofundada dirigida a todos os recém-licenciados ou profissionais que pretendam consolidar conhecimentos teóricos e desenvolver competências técnicas práticas essenciais para um percurso profissional de sucesso nestas áreas de elevada competitividade nacional e internacional.

Atendendo à amplitude destes domínios, os Mestrandos poderão optar por uma das especializações mais relevantes da Diplomacia contemporânea: a política ou a económica. Em cada uma delas, encontram-se Unidades Curriculares cuidadosamente pensadas e desenhadas para incrementarem a qualidade e atratividade do perfil profissional do finalista ou para a promoção da continuidade da formação académica num terceiro ciclo.

A oferta de duas especializações e de várias disciplinas opcionais permite aos Mestrandos ajustar o plano de curso aos seus interesses e estratégias individuais, cruzando áreas distintas, mas interligadas, numa formação que se pretende transversal, holística e com o rigor que a carreira diplomática e o exercício de funções em Relações Internacionais exigem.

 

Publicação em Diário da República, 2ª série - N.º 115 - 16 junho 2020 - Anúncio n.º 139/2020

A frequência do Mestrado em Relações Internacionais e Diplomacia permitirá ao estudante desenhar o seu percurso académico de acordo com os seus objetivos profissionais. Quer se incline para uma carreira internacional, institucional e político-diplomática, quer procure novos desafios de gestão e internacionalização pela via empresarial, o Mestrando poderá dotar-se das ferramentas à sua disposição nesta formação de continuidade.

Para além das Línguas Estrangeiras e de um tronco comum com disciplinas de base, como Teorias das RI, Metodologia e Técnicas de Negociação, outras Unidades Curriculares opcionais e inovadoras contribuirão para o desenvolvimento das necessárias competências de análise e de intervenção prática – políticas e económicas – essenciais num mundo globalizado e em crescente interdependência.

Desde a dimensão tecnológica do big data aplicado à prática diplomática, à dimensão jurídica – com o Direito Consular, o Internacional Fiscal ou ainda o Direito do Mar –, e passando pela Economia e Gestão com a Economia Financeira Internacional ou as Estratégias de Negócios Internacionais, são amplos os conhecimentos à disposição dos Mestrandos.

Adicionalmente, a integração dos estudantes numa Unidade de investigação de referência, o IJP, garantirá o devido acompanhamento científico e metodológico dos Mestrandos, tendo em vista não só a sua devida preparação para a elaboração da dissertação, que conferirá o pretendido grau de Mestre, mas também o desafio de acompanharem e participarem na criação de conhecimento atualizado e relevante, nomeadamente através da organização e participação em Seminários e outros eventos científicos com investigadores de referência.

Possíveis saídas profissionais:

  • Carreira diplomática;
  • Organizações internacionais (incl. instituições europeias);
  • Empresas multinacionais;
  • Administração pública;
  • Comunicação social;
  • Investigação;
  • Consultoria;
  • Banca;
  • Ordem dos Despachantes Oficiais;
  • Inspetor do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

Com o presente ciclo de estudos em RI, pretende-se que os alunos adquiram e consolidem competências correspondentes ao nível 7 do Quadro Europeu de Qualificações que lhes permitam:

  1. Aplicar os principais quadros epistemológicos e metodológicos das RI;
  2. Analisar os principais atores e problemáticas políticas e económicas internacionais contemporâneas;
  3. Comparar diferentes enquadramentos legais e institucionais internacionais;
  4. Aplicar os conhecimentos das línguas estrangeiras no exercício desta atividade;
  5. Desenvolver competências especializadas essenciais ao exercício de cargos na área da diplomacia política ou económica, valorizando o perfil dos alunos para contextos profissionais internacionais;
  6. Desenvolver uma consciência crítica relativamente aos conhecimentos adquiridos e capacidade de produzir investigação relevante e original na área de estudos;
  7. Aplicar os conhecimentos adquiridos em contexto real de eventos científicos e no âmbito de parcerias com entidades externas.

Com a frequência da parte escolar, realização, apresentação e defesa da dissertação de mestrado será atribuído certificado grau de Mestre em Relações Internacionais e Diplomacia: Especialização em Diplomacia Económica.

O ciclo de estudos conducente ao grau de mestre integra um curso de especialização (60 ECTS) e uma dissertação de natureza científica a que correspondem 60 ECTS.

[cursos não conferente de grau]

[cursos não conferente de grau]

O Mestrado está organizado em 2 semestres que corresponde à estrutura curricular, mais 1 ano dedicada à preparação, realização e apresentação da defesa de uma dissertação.
O curso equivale a 60 ECTS à parte curricular e 60 ECTS à preparação, realização e apresentação da dissertação, o que perfaz um total de 120 créditos ECTS nas seguintes áreas científicas:

O Mestrado está organizado em 2 semestres que corresponde à estrutura curricular, mais 1 ano dedicada à preparação, realização e apresentação da defesa de uma dissertação.
O curso equivale a 60 ECTS à parte curricular e 60 ECTS à preparação, realização e apresentação da dissertação, o que perfaz um total de 120 créditos ECTS nas seguintes áreas científicas:

Área Científica ECTS Obrigatórios ECTS Opcionais
RI
Relações Internacionais
84
18
L
Línguas
12
E
Economia
12
D
Direito
12
CE
Ciências Empresariais
6

1ºano

1º Semestre Área Científica ECTS
RI
6
RI
6
L
6
L
6
OP** - Economia Política Internacional
E
6
OP** - Direito do Comércio Internacional
D
6
RI
6
OP** - Comunicação para a Diplomacia
RI
6
2º Semestre Área Científica ECTS
RI
6
RI
6
L
6
L
6
OP** - Seminário de Diplomacia Económica
RI
6
OP** - Estratégias de Negócios Internacionais
CE
6
OP** - Economia Financeira Internacional
E
6
OP - Direito Internacional Fiscal
D
6

2ºano

Anual Área Científica ECTS
Dissertação
RI
60

Nota: As UCs opcionais disponíveis serão definidas anualmente pela Direção do Departamento.
         OP* – Escolher 1 das Línguas
         OP** – Escolher 2 das 4

O Mestrado está organizado em 2 semestres que corresponde à estrutura curricular, mais 1 ano dedicada à preparação, realização e apresentação da defesa de uma dissertação.
O curso equivale a 60 ECTS à parte curricular e 60 ECTS à preparação, realização e apresentação da dissertação, o que perfaz um total de 120 créditos ECTS nas seguintes áreas científicas:

O Mestrado está organizado em 2 semestres que corresponde à estrutura curricular, mais 1 ano dedicada à preparação, realização e apresentação da defesa de uma dissertação.
O curso equivale a 60 ECTS à parte curricular e 60 ECTS à preparação, realização e apresentação da dissertação, o que perfaz um total de 120 créditos ECTS nas seguintes áreas científicas:

Área Científica ECTS Obrigatórios ECTS Opcionais
RI
Relações Internacionais
84
18
L
Línguas
12
E
Economia
12
D
Direito
12
CE
Ciências Empresariais
6

1ºano

1º Semestre Área Científica ECTS
RI
6
RI
6
L
6
L
6
OP** - Economia Política Internacional
E
6
OP** - Direito do Comércio Internacional
D
6
RI
6
OP** - Comunicação para a Diplomacia
RI
6
2º Semestre Área Científica ECTS
RI
6
RI
6
L
6
L
6
OP** - Seminário de Diplomacia Económica
RI
6
OP** - Estratégias de Negócios Internacionais
CE
6
OP** - Economia Financeira Internacional
E
6
OP - Direito Internacional Fiscal
D
6

2ºano

Anual Área Científica ECTS
Dissertação
RI
60

Nota: As UCs opcionais disponíveis serão definidas anualmente pela Direção do Departamento.
         OP* – Escolher 1 das Línguas
         OP** – Escolher 2 das 4

André Matos

Coordenador do Mestrado em Relações Internacionais e Diplomacia

DD/ Departamento de Direito

Mestrado em Relações Internacionais e Diplomacia: Especialização em Diplomacia Económica
(mest.ridiplo@upt.pt)

André Matos

Coordenador do Mestrado em Relações Internacionais e Diplomacia

DD/ Departamento de Direito

Mestrado em Relações Internacionais e Diplomacia: Especialização em Diplomacia Política
(mest.ridiplo@upt.pt)

Candidaturas*

176,00 €

Matrícula (ato único por curso)

326,00 €

Seguro Escolar

32,00 €

Inscrição

setembro

Valor isento no ano da matrícula**

fevereiro

187,00 €

*Isenta para antigos alunos (com curso que confere grau concluído na UPT)
**Isenção será aplicada em Fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Candidaturas

Isento

-

Matrícula (ato único por curso)

326,00€

-

Inscrição

setembro

Isento**

-

fevereiro

187,00€

196,00€

**Isenção será aplicada em fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Propina de Frequência (p/ 60 ECTS)

11 Prestações (setembro a julho)

Mensal

368,20 €

Desconto de 3% setembro

Único

3.928,50 €

Propina de Frequência (p/ 30 ECTS)

5 Prestações (setembro a janeiro ou fevereiro a junho)

Mensal

405,00 €

Desconto de 2% setembro ou fevereiro

Semestral

1.984,50 €

Valor por ECTS

13,50 €

Propina mínima obrigatória (10 ECTS)

Mensal

135,00 €

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Ato único (1 prestação)

julho a setembro

326,00 €

343,00 €

Ato único (2 prestações)

setembro

187,00 €

196,00 €

fevereiro

187,00 €

196,00 €

Propina de Frequência

50% dos preçários da parte curricular

***E anos seguintes, no caso de não conclusão do curso em 2 anos.

Candidatura

176,00 €

Cursos em Português

Matrícula

326,00 €

Inscrição

187,00 €

Propina Anual

3.928,50 €

Cursos em Inglês

Propina Anual

5.200,00 €

Candidaturas*

176,00 €

Matrícula (ato único por curso)

326,00 €

Seguro Escolar

32,00 €

Inscrição

setembro

Valor isento no ano da matrícula**

fevereiro

187,00 €

*Isenta para antigos alunos (com curso que confere grau concluído na UPT)
**Isenção será aplicada em Fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Candidaturas

Isento

-

Matrícula (ato único por curso)

326,00€

-

Inscrição

setembro

Isento**

-

fevereiro

187,00€

196,00€

**Isenção será aplicada em fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Propina de Frequência (p/ 60 ECTS)

11 Prestações (setembro a julho)

Mensal

368,20 €

Desconto de 3% setembro

Único

3.928,50 €

Propina de Frequência (p/ 30 ECTS)

5 Prestações (setembro a janeiro ou fevereiro a junho)

Mensal

405,00 €

Desconto de 2% setembro ou fevereiro

Semestral

1.984,50 €

Valor por ECTS

13,50 €

Propina mínima obrigatória (10 ECTS)

Mensal

135,00 €

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Ato único (1 prestação)

julho a setembro

326,00 €

343,00 €

Ato único (2 prestações)

setembro

187,00 €

196,00 €

fevereiro

187,00 €

196,00 €

Propina de Frequência

50% dos preçários da parte curricular

***E anos seguintes, no caso de não conclusão do curso em 2 anos.

Candidatura

176,00 €

Cursos em Português

Matrícula

326,00 €

Inscrição

187,00 €

Propina Anual

3.928,50 €

Cursos em Inglês

Propina Anual

5.200,00 €

Podem candidatar-se ao ingresso neste ciclo de estudos aqueles que satisfaçam as condições indicadas no DL 74/2006, de 26 de março, na redação dada pelo DL nº 65/2018, de 16 de agosto, e no regulamento do ciclo de estudos conducente ao grau de Mestre:

  1. Titulares de grau de licenciado ou equivalente legal
  2. Titulares de grau académico superior estrangeiro conferido num 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios de Bolonha
  3. Titulares de grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo órgão estatutariamente competente da UPT
  4. Detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo órgão estatutariamente competente da UPT.
  5. Os candidatos serão seriados de acordo com os critérios definidos no Regulamento do Ciclo de Estudos: formação académica (70%), desempenho profissional (20%), produção científica (10%).

Os candidatos ao acesso ao 2.º ciclo de estudos em Relações Internacionais e Diplomacia, são seriados com base na valorização de mérito resultante da média ponderada, conforme tabela que consta do Anexo II, das Normas Regulamentares.

1ª fase Início Fim
Candidaturas à 1ª fase
4 abril
20 maio
Afixação dos resultados
27 maio
Reclamações
27 maio
30 maio
2ª Fase Início Fim
Candidaturas à 2ª fase
30 maio
22 julho
Afixação dos resultados
29 julho
Reclamações
29 julho
2 agosto
Matriculas e Inscrições para a 1ª e 2ª fase
2 de agosto
16 agosto
3ª Fase Início Fim
Candidaturas à 3ª fase
2 agosto
29 setembro
Afixação dos resultados
6 outubro
Reclamações
6 outubro
7 outubro
Matriculas e Inscrições
7 outubro
14 outubro
4ª Fase Início Fim
Candidaturas à 4ª fase
11 outubro
21 outubro
Afixação dos resultados
Até 28 outubro
Reclamações
28 outubro
29 outubro
Matriculas e Inscrições
3 novembro
7 novembro
5ª Fase Início Fim
Candidaturas à 5ª fase
8 novembro
17 novembro
Afixação dos resultados
Até 23 novembro
Reclamações
23 novembro
24 novembro
Matriculas e Inscrições
24 novembro
30 novembro

2º CICLO DE ESTUDOS
  • Os titulares de grau de licenciado ou equivalente legal;
  • Os titulares de um grau académico estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do processo de Bolonha por um Estado aderente a esse processo;
  • Os titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Universidade Portucalense;
  • Os detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo Conselho Científico da Universidade Portucalense, como atestando capacidade para realizar este ciclo de estudos.

Atendendo ao seu percurso académico e profissional, os candidatos podem apresentar um pedido de Requerimento de Reconhecimento e Creditação de Competências, que poderá conferir equivalências a unidades curriculares do curso de Mestrado. Os detentores do grau de licenciado Pré-Bolonha que possuam mais de 5 anos de experiência profissional na área do mestrado, podem solicitar a substituição da dissertação por um relatório detalhado sobre a atividade profissional segundo o regulamento em vigor.

  • documento de identificação
  • fotografia, tipo passe
  • documentos que comprovem as habilitações académicas (fotocópias autenticadas)
  • CV atualizado

  • Modelo Próprio, Reconhecimento de que o grau académico satisfaz os objetivos do grau de licenciado, para efeitos de candidatura a um curso de mestrado, solicitando reconhecimento prévio pelo Conselho Científico da habilitação de acesso
  • Documento de Identificação
  • Fotografia, tipo passe
  • Documento comprovativo de titularidade do grau académico superior estrangeiro com indicação da nota final (*)
  • Certidão discriminada das unidades curriculares que constituem o plano curricular do grau académico (*)
  • CV atualizado

(*) Os documentos devem ser traduzidos para português, sempre que não forem emitidos em português, inglês, francês ou espanhol e visados pelo serviço consular ou apresentados com a aposição da Apostila de Haia pela autoridade competente do Estado de onde é originário o documento.

De acordo com a nova Portaria nº 181-D/2015 de 19 de junho, a mudança de curso e transferência foi substituída por um único regime denominado “mudança de par instituição/curso”.

Não é permitida a mudança de par instituição/curso no ano letivo em que o estudante tenha sido colocado em par instituição/curso de ensino superior ao abrigo de qualquer regime de acesso e ingresso e se tenha matriculado e inscrito.

A mudança de par instituição/curso e o reingresso são requeridos à Direção dos Serviços Académicos, em modelo próprio.

  • Formulário de candidatura, devidamente preenchido;
  • Documento de Identificação;
  • Fotografia, tipo passe;
  • Original ou cópia autenticada do documento comprovativo da matrícula no estabelecimento de ensino de origem (com exceção dos candidatos da UPT) (*);

Se desejar solicitar equivalências:

(*) Estes documentos devem ser autenticados de acordo com legislação em vigor (Decreto-lei 28 de 13/03/2000).

Para informações sobre o processo de candidatura por favor consulte os regulamentos relevantes abaixo ou contacte diretamente com o nosso Gabinete de Ingresso. Para informações de caráter pedagógico/científico consultar os coordenadores de curso:

1ª fase Início Fim
Candidaturas à 1ª fase
4 abril
20 maio
Afixação dos resultados
27 maio
Reclamações
27 maio
30 maio
2ª Fase Início Fim
Candidaturas à 2ª fase
30 maio
22 julho
Afixação dos resultados
29 julho
Reclamações
29 julho
2 agosto
Matriculas e Inscrições para a 1ª e 2ª fase
2 de agosto
16 agosto
3ª Fase Início Fim
Candidaturas à 3ª fase
2 agosto
29 setembro
Afixação dos resultados
6 outubro
Reclamações
6 outubro
7 outubro
Matriculas e Inscrições
7 outubro
14 outubro
4ª Fase Início Fim
Candidaturas à 4ª fase
11 outubro
21 outubro
Afixação dos resultados
Até 28 outubro
Reclamações
28 outubro
29 outubro
Matriculas e Inscrições
3 novembro
7 novembro
5ª Fase Início Fim
Candidaturas à 5ª fase
8 novembro
17 novembro
Afixação dos resultados
Até 23 novembro
Reclamações
23 novembro
24 novembro
Matriculas e Inscrições
24 novembro
30 novembro

2º CICLO DE ESTUDOS
  • Os titulares de grau de licenciado ou equivalente legal;
  • Os titulares de um grau académico estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do processo de Bolonha por um Estado aderente a esse processo;
  • Os titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Universidade Portucalense;
  • Os detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo Conselho Científico da Universidade Portucalense, como atestando capacidade para realizar este ciclo de estudos.

Atendendo ao seu percurso académico e profissional, os candidatos podem apresentar um pedido de Requerimento de Reconhecimento e Creditação de Competências, que poderá conferir equivalências a unidades curriculares do curso de Mestrado. Os detentores do grau de licenciado Pré-Bolonha que possuam mais de 5 anos de experiência profissional na área do mestrado, podem solicitar a substituição da dissertação por um relatório detalhado sobre a atividade profissional segundo o regulamento em vigor.

  • documento de identificação
  • fotografia, tipo passe
  • documentos que comprovem as habilitações académicas (fotocópias autenticadas)
  • CV atualizado

  • Modelo Próprio, Reconhecimento de que o grau académico satisfaz os objetivos do grau de licenciado, para efeitos de candidatura a um curso de mestrado, solicitando reconhecimento prévio pelo Conselho Científico da habilitação de acesso
  • Documento de Identificação
  • Fotografia, tipo passe
  • Documento comprovativo de titularidade do grau académico superior estrangeiro com indicação da nota final (*)
  • Certidão discriminada das unidades curriculares que constituem o plano curricular do grau académico (*)
  • CV atualizado

(*) Os documentos devem ser traduzidos para português, sempre que não forem emitidos em português, inglês, francês ou espanhol e visados pelo serviço consular ou apresentados com a aposição da Apostila de Haia pela autoridade competente do Estado de onde é originário o documento.

De acordo com a nova Portaria nº 181-D/2015 de 19 de junho, a mudança de curso e transferência foi substituída por um único regime denominado “mudança de par instituição/curso”.

Não é permitida a mudança de par instituição/curso no ano letivo em que o estudante tenha sido colocado em par instituição/curso de ensino superior ao abrigo de qualquer regime de acesso e ingresso e se tenha matriculado e inscrito.

A mudança de par instituição/curso e o reingresso são requeridos à Direção dos Serviços Académicos, em modelo próprio.

  • Formulário de candidatura, devidamente preenchido;
  • Documento de Identificação;
  • Fotografia, tipo passe;
  • Original ou cópia autenticada do documento comprovativo da matrícula no estabelecimento de ensino de origem (com exceção dos candidatos da UPT) (*);
Se desejar solicitar equivalências: (*) Estes documentos devem ser autenticados de acordo com legislação em vigor (Decreto-lei 28 de 13/03/2000).

Para informações sobre o processo de candidatura por favor consulte os regulamentos relevantes abaixo ou contacte diretamente com o nosso Gabinete de Ingresso. Para informações de caráter pedagógico/científico consultar os coordenadores de curso:

Gabinete de Ingresso

As questões relativas à candidatura podem ser colocadas por:
email (ingresso@upt.pt) ou
telefone (800 270 201)

Gabinete de Ingresso

As questões relativas à candidatura podem ser colocadas por:
email (ingresso@upt.pt) ou
telefone (800 270 201)

Candidaturas*

176,00 €

Matrícula (ato único por curso)

326,00 €

Seguro Escolar

32,00 €

Inscrição

setembro

Valor isento no ano da matrícula**

fevereiro

187,00 €

*Isenta para antigos alunos (com curso que confere grau concluído na UPT)
**Isenção será aplicada em Fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Candidaturas

Isento

-

Matrícula (ato único por curso)

326,00€

-

Inscrição

setembro

Isento**

-

fevereiro

187,00€

196,00€

**Isenção será aplicada em fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Propina de Frequência (p/ 60 ECTS)

11 Prestações (setembro a julho)

Mensal

368,20 €

Desconto de 3% setembro

Único

3.928,50 €

Propina de Frequência (p/ 30 ECTS)

5 Prestações (setembro a janeiro ou fevereiro a junho)

Mensal

405,00 €

Desconto de 2% setembro ou fevereiro

Semestral

1.984,50 €

Valor por ECTS

13,50 €

Propina mínima obrigatória (10 ECTS)

Mensal

135,00 €

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Ato único (1 prestação)

julho a setembro

326,00 €

343,00 €

Ato único (2 prestações)

setembro

187,00 €

196,00 €

fevereiro

187,00 €

196,00 €

Propina de Frequência

50% dos preçários da parte curricular

***E anos seguintes, no caso de não conclusão do curso em 2 anos.

Candidatura

176,00 €

Cursos em Português

Matrícula

326,00 €

Inscrição

187,00 €

Propina Anual

3.928,50 €

Cursos em Inglês

Propina Anual

5.200,00 €

Candidaturas*

176,00 €

Matrícula (ato único por curso)

326,00 €

Seguro Escolar

32,00 €

Inscrição

setembro

Valor isento no ano da matrícula**

fevereiro

187,00 €

*Isenta para antigos alunos (com curso que confere grau concluído na UPT)
**Isenção será aplicada em Fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Candidaturas

Isento

-

Matrícula (ato único por curso)

326,00€

-

Inscrição

setembro

Isento**

-

fevereiro

187,00€

196,00€

**Isenção será aplicada em fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Propina de Frequência (p/ 60 ECTS)

11 Prestações (setembro a julho)

Mensal

368,20 €

Desconto de 3% setembro

Único

3.928,50 €

Propina de Frequência (p/ 30 ECTS)

5 Prestações (setembro a janeiro ou fevereiro a junho)

Mensal

405,00 €

Desconto de 2% setembro ou fevereiro

Semestral

1.984,50 €

Valor por ECTS

13,50 €

Propina mínima obrigatória (10 ECTS)

Mensal

135,00 €

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Ato único (1 prestação)

julho a setembro

326,00 €

343,00 €

Ato único (2 prestações)

setembro

187,00 €

196,00 €

fevereiro

187,00 €

196,00 €

Propina de Frequência

50% dos preçários da parte curricular

***E anos seguintes, no caso de não conclusão do curso em 2 anos.

Candidatura

176,00 €

Cursos em Português

Matrícula

326,00 €

Inscrição

187,00 €

Propina Anual

3.928,50 €

Cursos em Inglês

Propina Anual

5.200,00 €

Podem candidatar-se ao ingresso neste ciclo de estudos aqueles que satisfaçam as condições indicadas no DL 74/2006, de 26 de março, na redação dada pelo DL nº 65/2018, de 16 de agosto, e no regulamento do ciclo de estudos conducente ao grau de Mestre:

  1. Titulares de grau de licenciado ou equivalente legal
  2. Titulares de grau académico superior estrangeiro conferido num 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios de Bolonha
  3. Titulares de grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo órgão estatutariamente competente da UPT
  4. Detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo órgão estatutariamente competente da UPT.
  5. Os candidatos serão seriados de acordo com os critérios definidos no Regulamento do Ciclo de Estudos: formação académica (70%), desempenho profissional (20%), produção científica (10%).

Os candidatos ao acesso ao 2.º ciclo de estudos em Relações Internacionais e Diplomacia, são seriados com base na valorização de mérito resultante da média ponderada, conforme tabela que consta do Anexo II, das Normas Regulamentares.

1ª fase Início Fim
Candidaturas à 1ª fase
4 abril
20 maio
Afixação dos resultados
27 maio
Reclamações
27 maio
30 maio
2ª Fase Início Fim
Candidaturas à 2ª fase
30 maio
22 julho
Afixação dos resultados
29 julho
Reclamações
29 julho
2 agosto
Matriculas e Inscrições para a 1ª e 2ª fase
2 de agosto
16 agosto
3ª Fase Início Fim
Candidaturas à 3ª fase
2 agosto
29 setembro
Afixação dos resultados
6 outubro
Reclamações
6 outubro
7 outubro
Matriculas e Inscrições
7 outubro
14 outubro
4ª Fase Início Fim
Candidaturas à 4ª fase
11 outubro
21 outubro
Afixação dos resultados
Até 28 outubro
Reclamações
28 outubro
29 outubro
Matriculas e Inscrições
3 novembro
7 novembro
5ª Fase Início Fim
Candidaturas à 5ª fase
8 novembro
17 novembro
Afixação dos resultados
Até 23 novembro
Reclamações
23 novembro
24 novembro
Matriculas e Inscrições
24 novembro
30 novembro

2º CICLO DE ESTUDOS
  • Os titulares de grau de licenciado ou equivalente legal;
  • Os titulares de um grau académico estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do processo de Bolonha por um Estado aderente a esse processo;
  • Os titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Universidade Portucalense;
  • Os detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo Conselho Científico da Universidade Portucalense, como atestando capacidade para realizar este ciclo de estudos.

Atendendo ao seu percurso académico e profissional, os candidatos podem apresentar um pedido de Requerimento de Reconhecimento e Creditação de Competências, que poderá conferir equivalências a unidades curriculares do curso de Mestrado. Os detentores do grau de licenciado Pré-Bolonha que possuam mais de 5 anos de experiência profissional na área do mestrado, podem solicitar a substituição da dissertação por um relatório detalhado sobre a atividade profissional segundo o regulamento em vigor.

  • documento de identificação
  • fotografia, tipo passe
  • documentos que comprovem as habilitações académicas (fotocópias autenticadas)
  • CV atualizado

  • Modelo Próprio, Reconhecimento de que o grau académico satisfaz os objetivos do grau de licenciado, para efeitos de candidatura a um curso de mestrado, solicitando reconhecimento prévio pelo Conselho Científico da habilitação de acesso
  • Documento de Identificação
  • Fotografia, tipo passe
  • Documento comprovativo de titularidade do grau académico superior estrangeiro com indicação da nota final (*)
  • Certidão discriminada das unidades curriculares que constituem o plano curricular do grau académico (*)
  • CV atualizado

(*) Os documentos devem ser traduzidos para português, sempre que não forem emitidos em português, inglês, francês ou espanhol e visados pelo serviço consular ou apresentados com a aposição da Apostila de Haia pela autoridade competente do Estado de onde é originário o documento.

De acordo com a nova Portaria nº 181-D/2015 de 19 de junho, a mudança de curso e transferência foi substituída por um único regime denominado “mudança de par instituição/curso”.

Não é permitida a mudança de par instituição/curso no ano letivo em que o estudante tenha sido colocado em par instituição/curso de ensino superior ao abrigo de qualquer regime de acesso e ingresso e se tenha matriculado e inscrito.

A mudança de par instituição/curso e o reingresso são requeridos à Direção dos Serviços Académicos, em modelo próprio.

  • Formulário de candidatura, devidamente preenchido;
  • Documento de Identificação;
  • Fotografia, tipo passe;
  • Original ou cópia autenticada do documento comprovativo da matrícula no estabelecimento de ensino de origem (com exceção dos candidatos da UPT) (*);

Se desejar solicitar equivalências:

(*) Estes documentos devem ser autenticados de acordo com legislação em vigor (Decreto-lei 28 de 13/03/2000).

Para informações sobre o processo de candidatura por favor consulte os regulamentos relevantes abaixo ou contacte diretamente com o nosso Gabinete de Ingresso. Para informações de caráter pedagógico/científico consultar os coordenadores de curso:

1ª fase Início Fim
Candidaturas à 1ª fase
4 abril
20 maio
Afixação dos resultados
27 maio
Reclamações
27 maio
30 maio
2ª Fase Início Fim
Candidaturas à 2ª fase
30 maio
22 julho
Afixação dos resultados
29 julho
Reclamações
29 julho
2 agosto
Matriculas e Inscrições para a 1ª e 2ª fase
2 de agosto
16 agosto
3ª Fase Início Fim
Candidaturas à 3ª fase
2 agosto
29 setembro