Como chegar
|
Contactos
Perguntas
Frequentes

Métodos e Técnicas de Avaliação Psicológica 1 2019/2020

  • 7 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Contínua

Objetivos

- Compreender os fundamentos da avaliação psicológica;
- Conhecer os diferentes contextos, fontes e formas de avaliação psicológica;
- Identificar as competências do avaliador na avaliação psicológica;
- Conhecer e identificar normas e cuidados a ter na avaliação psicológica na psicologia clínica e da saúde;
- Conhecer e usar diferentes técnicas e métodos de avaliação psicológica (e.g., entrevista, grelhas de observação, escalas de avaliação do comportamento, escalas de avaliação do desenvolvimento);
- Elaborar autonomamente relatórios de avaliação psicológica adequados ao pedido de avaliação e cuidados na comunicação de resultados de avaliação;
- Apresentar autonomia na seleção de instrumentos, sua administração e interpretação de resultados de avaliação psicológica, quer para a prática, quer para a investigação.
- Conhecer e aplicar diferentes métodos de avaliação psicológica na infância e na adolescência.

Pré-Requisitos Recomendados

Recomendam-se conhecimentos relativos aos fundamentos da avaliação psicológica.
A presente unidade curricular terá continuidade, no 2º semestre, com a unidade curricular de Métodos e Técnicas de Avaliação Psicológica 2.

Método de Ensino

Procurar-se-á uma conciliação entre metodologias expositivas e metodologias ativas e participativas. Ambos os métodos assentarão no recurso a suportes multimédia, com diapositivos powerpoint, análise de artigos científicos e manuais, e exploração de materiais de avaliação. Os métodos ativos baseiam-se na realização de atividades práticas, nomeadamente na reflexão e discussão dos potenciais dos instrumentos de avaliação psicológica e das suas qualidades, bem como na realização de role play para treinar técnicas de entrevista. Estas atividades práticas procurarão ainda o treino de competências de seleção e manuseio de técnicas e instrumentos de avaliação psicológica. Os/as estudantes/as serão estimulados/as a apresentar e discutir criticamente os fundamentos e normas da avaliação psicológica, bem como as suas experiências de aprendizagem no contacto com instrumentos de avaliação psicológica, realizando para o efeito trabalhos individuais e em pequeno grupo.

Conteúdos Programáticos

1. Questões gerais na Avaliação Psicológica
1.1. Avaliação Psicológica: definições, objetivos e contextos de aplicação da Avaliação Psicológica.
1.2. Importância do recurso a vários métodos, instrumentos de avaliação e informadores no contexto de avaliação psicológica.
1.3. Fases do Processo de Avaliação Psicológica. Competências do Avaliador.
2. Relatórios Psicológicos: Características e objetivos; Estrutura; Função de resposta ao pedido de avaliação e de orientação para intervenção psicológica.
3. Avaliação Psicológica no contexto clínico e da saúde: Diferentes contextos e diferentes populações
3.1. Avaliação Psicológica no contexto da infância e da adolescência
3.1.1. Avaliação das competências intelectuais e cognitivas com testes e escalas de inteligência aferidos para a população portuguesa;
3.1.2. Avaliação dos sintomas e do comportamento com escalas de auto e heterorrelato;
3.1.3. Avaliação com recurso a entrevistas clínicas estruturadas e semi-estruturadas.

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

Groth-Marnat, G. (2009). Handbook of psychological assessment (5th ed). Hoboken, NJ: Wiley.
Gonçalves, M. M., Simões, M. R., Almeida, L. S. & Machado, C. (Coords.) (2003). Avaliação psicológica: Instrumentos validados para a população portuguesa (Vol. 1). Coimbra: Quarteto.
Mash, E. J., & Barkley, R. A. (Eds.). (2014). Child psychopathology. Guilford Publications.
Ordem dos Psicólogos Portugueses (2016). Código deontológico (1ª revisão). Diário da República, 2ª série, 246(2). Retirado em Setembro de 2018 de https://www.ordemdospsicologos.pt/ficheiros/documentos/web_cod_deontologico_pt_revisao_2016.pdf
Urbina, S. (2004). Essentials of psychological testing. Hoboken, NJ: John Wiley & Sons.

Bibliografia Complementar

Almeida, L. S., Simões, M. R., Machado C. & Gonçalves M. M. (Coords.) (2004). Avaliação psicológica: Instrumentos validados para a população portuguesa (Vol. 2). Coimbra: Quarteto.
Almeida, L. S., Simões, M. R., & Gonçalves, M. (Eds.) (2014). Instrumentos e contextos de avaliação psicológica (vol. 2). Coimbra: Almedina.
Cohen, R. J., Swerdlik, M. E., & Sturman, E. D. (2013). Psychological testing and assessment: An introduction to tests and measurement (8th Edition). New York: McGraw-Hill
Gonçalves, M. M., & Simões, M. R. (2000). O modelo multiaxial de Achenbach (ASEBA) na avaliação clínica de crianças e adolescentes. In I. Soares (Ed.), Psicopatologia do Desenvolvimento: Trajetorias (in)adaptativas ao longo da vida (pp. 39-81). Coimbra: Quarteto Editora.
Ownby, R. L. (1997). Psychological reports: A guide to report writing in professional psychology (3rd ed.). John Wiley and Sons, Inc.

Planificação Semanal

Semana 1: Apresentação da UC – objetivos, conteúdos programáticos, métodos de ensino e avaliação e resultados esperados. Atividades de acolhimento aos estudantes do 1º ano do Mestrado em Psicologia Clínica e da Saúde organizadas pelo Departamento de Psicologia e Educação.
Semana 2: Avaliação Psicológica: definições, objetivos e contextos de aplicação da Avaliação Psicológica. Exemplos de vários métodos, instrumentos de avaliação e importância de recorrer a múltiplos informadores no contexto de avaliação psicológica. Relatórios Psicológicos: como comunicar adequadamente os resultados da avaliação psicológica. Exemplos de relatórios psicológicos e identificação dos possíveis pontos fortes e frágeis.
Semana 3: Fases do Processo de Avaliação e Competências do Avaliador. Avaliação Psicológica no contexto da infância e da adolescência: Características e especificidades. Avaliação da história desenvolvimental (trajetórias e aquisições desenvolvimentais) através do uso da Entrevista de Anamnese.
Semana 4: Avaliação da inteligência/capacidades intelectuais. O exemplo da Escala de Inteligência de Wechsler para Crianças – 3ª edição (WISC-III), familiarização com administração, cotação e interpretação de resultados.
Semana 5: Avaliação da inteligência/capacidades intelectuais e aquisições desenvolvimentais. O exemplo das Matrizes Progressivas de Raven – forma colorida (MPCR) e da Escala de desenvolvimento mental de Griffiths dos 2 aos 8 anos de idade. Familiarização com administração, cotação e interpretação de resultados.
Semana 6: 1º mini-teste para avaliação dos conhecimentos
Semana 7: Avaliação dos domínios emocionais e comportamentais. O exemplo da bateria de ASEBA para o período escolar (CBCL, TRF, YSR). Familiarização com administração, cotação e interpretação de resultados.
Semana 8: Avaliação dos domínios emocionais. O exemplo dos questionários de auto e heterorrelato para avaliação do impacto dos sintomas (STAI-C, BDI, SCARED - versão pais e crianças). Familiarização com administração, cotação e interpretação de resultados.
Semana 9: Treino das competências de seleção de instrumentos de avaliação, interpretação dos resultados da avaliação psicológica e redação de relatórios psicológicos.
Semana 10: Treino das competências de Entrevista Clínica. Fases das Entrevistas Clínicas. Principais Técnicas de Entrevistas Clínicas.
Semana 11: 2º mini-teste para avaliação dos conhecimentos
Semana 12: Treino e formação na condução de entrevistas clínicas estruturadas a diferentes informadores.
Semana 13: Treino e formação na condução de entrevistas clínicas semi-estruturadas a diferentes informadores.
Semana 14: Estudo de caso: Análise e integração de informações provenientes de várias fontes e técnicas de avaliação.
Semana 15: Orientação tutorial aos trabalhos individuais.

Coerência do programa para com os objetivos

De modo a criar condições para que os/as estudantes compreendam a importância das competências do avaliador e das qualidades dos instrumentos de avaliação psicológica para o processo de avaliação, os conteúdos programáticos abordarão as questões que caracterizam transversalmente os métodos e técnicas e avaliação. Para a aquisição de competências de seleção e utilização de diferentes métodos e técnicas de avaliação psicológica, os conteúdos programáticos incluem uma diversidade de métodos de avaliação, variando desde a entrevista até às escalas de avaliação, especificamente para o contexto de avaliação com crianças e adolescentes. De modo a que os/as estudantes desenvolvam autonomia na seleção de técnicas e instrumentos de avaliação e seu manuseio, os conteúdos programáticos procuram associar diferentes métodos e técnicas de avaliação a diferentes propósitos e contextos de avaliação.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

A utilização de métodos expositivos permite a transmissão e análise de novos conteúdos relativamente à avaliação psicológica, papel do avaliador e métodos e técnicas de avaliação. Estes métodos expositivos apoiam a aquisição de conhecimentos no domínio, por parte dos/as estudantes. O recurso a metodologias que impliquem a participação ativa dos/as estudantes faz-se através da análise e interpretação de textos de apoio, análise de estudo de caso e preparação de trabalhos individuais acerca da avaliação psicológica, utilização de técnicas e instrumentos de avaliação (entrevista, grelhas de observação, escalas de avaliação do comportamento e desenvolvimento) e elaboração de relatórios psicológicos. Nestes últimos espera-se uma postura de reflexão crítica e integração de conhecimentos por parte dos estudantes. A conjugação destas diferentes metodologias permitirá, deste modo, a prossecução dos objetivos propostos para a Unidade Curricular.

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Análise e sínteseSimSim
Aptidão para aplicação na prática dos conhecimentos teóricosSimSim
Capacidade crítica e de avaliaçãoSimSim
Capacidade de adaptação a novas situaçõesSimSim
Capacidade de auto-critica e de auto-avaliaçãoSimSim
Capacidade de decisãoSimSim
Capacidade de iniciativa e espírito empreendedorSim 
Capacidade de investigaçãoSimSim
Capacidade negocialSim 
Competência em informática e uso de novas tecnologiasSimSim
Competência em língua estrangeiraSim 
Comportamento ético e responsávelSimSim
Comunicação oral e escritaSimSim
Conhecimento de outras culturas e costumesSim 
CriatividadeSimSim
Gestão da informação e da aprendizagemSimSim
LiderançaSimSim
Preocupação com a eficáciaSimSim
Preocupação com a qualidadeSimSim
Relacionamento interpessoalSimSim
Resolução de problemasSimSim
Saber organizar, planear e gerirSimSim
Trabalho em contexto internacionalSim 
Trabalho em equipaSimSim
Valorização da diversidade e da multiculturalidade  
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)