Como chegar
|
Contactos
Perguntas
Frequentes

Avaliação de Programas de Intervenção Sociocomunitária 2019/2020

  • 8 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Contínua

Objetivos

Espera-se que os estudantes sejam capazes de:
1. Conhecer as funções, objetivos e modelos de referência em avaliação.
2. Saber integrar procedimentos de planificação e de avaliação no desenvolvimento de Programas de Intervenção Comunitária.
3.Definir critérios, tipos e aplicar técnicas para a avaliação de um projeto social.
4.Integrar e sistematizar o conhecimento da Unidade Curricular através da análise de programas de intervenção sociocomunitária.

Pré-Requisitos Recomendados

Não Aplicável

Método de Ensino

A Unidade Curricular apresentará um caráter teórico-prático, pelo que os métodos de ensino expositivos, interrogativos e ativos serão privilegiados. A dinamização das aulas envolverá a leitura e discussão de textos de referência, complementadas com sínteses teóricas e o recurso a estudos de caso e ao trabalho de projeto, envolvendo pesquisa e estudo/trabalho autónomo.

Conteúdos Programáticos

Introdução
1. Enquadramento concetual da avaliação: função(ões), objetivo(s) e modelos de referência
- Definição de avaliação
- Importância da avaliação nos projetos sociais
- Funções, propósitos e caraterísticas da avaliação
- Projetos nacionais e internacionais de intervenção comunitária
- Diferença entre monitorização e avaliação

2. Critérios da avaliação e papel do avaliador
- Perfil e papel do avaliador
- Padrões de qualidade
- Ética da avaliação

3.Tipos de Avaliação
- A avaliação como procedimento anterior e interno à planificação
- A avaliação do processo: procedimentos de monitorização
- A avaliação dos resultados: definição de critérios e técnicas operacionais

4. Etapas na concepção e implementação do dispositivo de acompanhamento e avaliação
- Relatório de avaliação

5. Avaliação de Programas de Intervenção Comunitária com impacto nacional e internacional

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

Alves, M. P. & Machado, E. A. (2008). Avaliação com sentido(s): Contributos e Questionamentos. Santo Tirso: De facto.

Alves, M. P. & Machado, E. A. (2011). O sentido do currículo e os sentidos da avaliação. In M. P. Alves & J-M. De Ketele (Orgs.), Do Currículo à Avaliação, da Avaliação ao Currículo (pp. 59-70). Porto: Porto Editora.

Callejas, G. V. & Freitas, O. M. P. (2008). Educação e Desenvolvimento Comunitário Local. Porto: Profedições.

Carmo, H. (2007). Desenvolvimento comunitário. Lisboa: Universidade Aberta.

Fialho, J., Saragoça, J. & Silva, C. (2015). Diagnóstico Social: Teoria, Metodologia e Casos Práticos. Lisboa: Edições Sílabo.

Machado, E. A. (2013). Avaliar é ser sujeito ou sujeitar-se? Elementos para uma genealogia da avaliação. Mangualde: Edições Pedago.

Robertis, C. (2011). Metodologia da Intervenção em Trabalho Social. Porto: Porto Editora.

Serrano, G. P. (2008). Elaboração de Projectos Sociais. Casos Práticos. Porto: Porto Edit

Bibliografia Complementar

UNESCO (2009). Guia para Monitoramento e Avaliação de Projetos Baseados em Comunidades,Paris.

Equipa K’CIDADE (2007). Roteiro de Acompanhamento e Avaliação de Projectos de Intervenção Comunitária (GPS),K’CIDADE:Lisboa.

Antunes, C., Pinto, J., & Evaristo, T. (2008). Planeamento e Avaliação de Projectos - Guião prático, DGIDC: Selenova, Lda.

Carvalho, A., Samagaio, F., Trevisan, G., Neves, I., & BRAS, C. (2012). Relações escolas-famílias e construção complexa de identidades: análise de um projeto desenvolvido no âmbito de um Contrato Local de Desenvolvimento Social. Atas do V Encontro CIED. Escola e Comunidade,pp.133-143

Cohen, E. & Franco, R. (1995). Avaliação de Projetos Sociais. Petrópolis: Editora Vozes.

Whitehead, T. (2002). Traditional Approaches to the Evaluation of Community Based Interventions: Strengths and Limitations. University of Maryland.

Perea Arias, O. & Plataforma de ONG de Acción Social (Coords.) (2003).Guía devaluación de Program

Planificação Semanal

Aula 1: Introdução à UC e enquadramento conceptual da avaliação.
Aula 2: Enquadramento conceptual da avaliação.
Aula 3: Critérios da avaliação e papel do avaliador.
Aula 4: Tipos de Avaliação e etapas na concepção e implementação do dispositivo de acompanhamento e avaliação.
Aula 5: Teste de avaliação. Avaliação de Programas de Intervenção Comunitária com impacto local, nacional e internacional.

Coerência do programa para com os objetivos

Os conteúdos programáticos foram pensados tendo em consideração os objetivos propostos nesta Unidade Curricular. Os conteúdos 1. e 2. procuram responder aos objetivos 1. e 2., centrando-se no fornecimento de ferramentas que permitam aos estudantes apropriarem-se dos quadros concetuais em termos da avaliação em geral e, especificamente, ao nível da avaliação de programas de intervenção comunitária. Ao mesmo tempo e coordenados com as bases teoréticas, estão contemplados conteúdos (3., 4. e 5.) que visam facilitar o desenvolvimento de competências de análise, implementação e operacionalização de estratégias de avaliação no campo da intervenção comunitária, respondendo aos objetivos 3., 4. e 5.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

As metodologias de ensino centram-se em estratégias que procuram responder aos objetivos da Unidade Curricular recorrendo-se, para tal, aos métodos expositivos, interrogativos e ativos. Para responder aos objetivos 1. e 2., ao nível da apropriação de conceitos pelos estudantes, serão analisados e discutidos textos relevantes, de onde surgirão sistematizações teóricas. O estudo de casos, por sua vez, procura dar resposta aos objetivos 3., 4. e 5., sustentando o desenvolvimento das competências que estarão na base da análise, reflexão e operacionalização das principais estratégias de avaliação de programas de intervenção comunitária.

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Análise e sínteseSimSim
Aptidão para aplicação na prática dos conhecimentos teóricosSimSim
Capacidade crítica e de avaliaçãoSimSim
Capacidade de adaptação a novas situaçõesSimSim
Capacidade de auto-critica e de auto-avaliaçãoSimSim
Capacidade de decisãoSimSim
Capacidade de iniciativa e espírito empreendedor  
Capacidade de investigaçãoSimSim
Capacidade negocial  
Competência em informática e uso de novas tecnologiasSimSim
Competência em língua estrangeira  
Comportamento ético e responsávelSimSim
Comunicação oral e escritaSimSim
CriatividadeSimSim
Gestão da informação e da aprendizagemSimSim
Preocupação com a eficácia  
Preocupação com a qualidadeSimSim
Relacionamento interpessoal  
Saber organizar, planear e gerirSimSim
Trabalho em contexto internacional  
Trabalho em equipaSimSim
Valorização da diversidade e da multiculturalidade  
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)