Como chegar
|
Contactos
Perguntas
Frequentes

Intervenção Psicológica Sistémica 2019/2020

  • 4 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Contínua

corpo docente

Objetivos

O aluno no final desta unidade curricular deverá ser capaz de:
- Comprender a noção de sistema e os comportamentos e as interacções nas famílias e grupos, em termos de comunicação.
- Desenvolver leituras sistémicas de diferentes problemáticas das famílias e dos grupos
- Conhecer e aplicar diferentes técnicas de condução de entrevista, nomeadamente o questionamento circular
- Conhecer diferentes abordagens terapêuticas, de terapia familiar (terapia transgeracional, estrutural, estratégica, pós-moderna) e de intervenção em redes, respetivos pressupostos teóricos e estratégias
- Aplicar instrumentos de recolha de dados sistémicos, nomeadamente o genograma e o mapa social
- Planear uma intervenção sistémica, para um grupo e/ou famílias.

Pré-Requisitos Recomendados

É recomendável a frequência da unidade curricular de Psicologia da Família, do 1º ciclo de estudos.

Método de Ensino

Para esta unidade curricular serão usados os seguintes métodos: aulas expositivas, estudos de casos clínicos, simulações, role-plays e demonstrações, trabalhos de grupo com o fim último de construção de um programa psicoeducativo, reflexões a partir de vídeos de terapias familiares e de extractos de terapias transcritas.

Conteúdos Programáticos

1. Revisão do Modelo Sistémico e ecológico
1.1. Teoria Geral dos sistemas
1.2. Pragmática da Comunicação Humana
1.3. Teoria da Cibernética
1.4. Modelo ecológico de desenvolvimento de Brofenbrenner
2. A entrevista sistémica
3. Escolas de Terapia Familiar: pressupostos e estratégias de intervenção
3.1. A Terapia transgeracional (Bowen)
3.2. A Terapia estrutural (Minuchin)
3.3.A terapia estratégica
3.3.1.A terapia estratégica/resolução de problemas (Jay Haley, Cloe Madanes/ MRI)
3.3.2. A terapia focada das soluções (De Shazer)
3.3.3. A terapia do grupo de Milão
3.4.As terapias pós-modernas
3.4.1. A terapia narrativa (M. White e D. Epston)
3.4.2.As micropráticas transformadoras (Sluzki)
3.4.3. As abordagens colaborativas de base dialógica e conversacional
4 Intervenção sistémica individual
5. Intervenção sistémica em redes
6.Grupos psicoeducativos e grupos multifamílias

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

Ausloos, G. (1996). A competência das famílias. Lisboa: Climepsi Editores.
Benoit, J.-C. (2004). Tratamento das Perturbações Alimentares. Lisboa: Climepsi.
McGoldrick, M.,Carter, B., & Preto, N. (2011). The expanded family life cycle : individual, family and social perspectives. Boston: Allyn and Bacon.
Minuchin, S. (2012). Families and family therapy. London: Routledge.
Sampaio, D. & Gameiro, J. (2005). A Terapia familiar. Porto: Edições Afrontamento.

Bibliografia Complementar

Barker, P. (2000). Fundamentos da terapia familiar. Lisboa: Climepsi Editores.
Boscolo, L., Cecchin, G., Hoffman, L. & Penn, P. (1993) A Terapia familiar sistémica de Milão: Conversações sobre teoria e prática. Porto Alegre: Editora Artes Médicas.
Hoffman, L. (2002). Terapia Familiar. Lisboa: Climepsi Editores.
Jones, E. (2004). Terapia dos sistemas familiares. Lisboa: Climepsi Editores.
Scholevar, G.P. & Scwoery, L.D. (EDS.)(2003). Textbook of family and couples therapy. Arlington, VA:American Psychiatric Publishing.

Planificação Semanal

1. Revisão do modelo sistémico. Brainstorming. Exercício prático. Sistematização dos conceitos recordados.
2. Teoria Geral dos Sistemas e Teoria da Cibernética. Aula expositiva.
3. Pragmática da Comunicação Humana. Aula expositiva e exercícios práticos.
4. Modelo ecológico de Desenvolvimento de Brofenbrenner. Aula expositiva e análise de caso.
5. A Entrevista Sistémica. Análise de uma consulta transcrita. Realização de role-plays de treino do questionamento circular.
6. Intervenção Sistémica em redes.
7. Grupos psicoeducativos e grupos multifamílias. Análise de programas existentes.
8. As terapias transgeracionais – intervenção com o genograma. Visionamento e análise do vídeo de uma terapia familiar realizada por Monica McGoldrick.
9. As terapias estruturais- intervenção com as esculturas. Visionamento de um video de Minuchin e simulação da técnica da escultura familiar.
10. As terapias estratégicas – intervenção com a conotação positiva do sintoma. Simulação de uma terapia realizada por Cecchin através da análise da sua transcrição e respectivo role-play.
11. As terapias pós-modernas – intervenção com as equipas reflexivas. Simulação de uma terapia realizada por Sluzki através da análise sua transcrição e respectivo role-play.
12. Mini-teste 1.
13. Mini-teste 2 (reflexão sobre uma obra)
14. Apresentação dos alunos dos grupos psicoeducativos realizados.
15. Apresentação dos alunos dos grupos psicoeducativos realizados.

Coerência do programa para com os objetivos

Os conteúdos referentes à "Revisão do Modelo Sistémico e ecológico", à "Teoria Geral dos Sistema", "Pragmática da Comunicação Humana", "Teoria da Cibernética" e "Modelo ecológico de desenvolvimento de Brofenbrenner" vão ao encontro do objetivo do aluno compreender os comportamentos e as interações nas famílias, e grupos, em termos de Comunicação e desenvolver leituras sistémicas de diferentes problemáticas das famílias e dos grupos. O conteúdo relativo à "Entrevista Sistémica" pretende capacitar o estudante para a aplicação de diferentes técnicas de condução de entrevista, nomeadamente o questionamento circular. Os conteúdos "Intervenção sistémica em redes", "Grupos psicoeducativos e grupos multifamílias" e "Escolas de Terapia Familiar" vão ao encontro do objetivo de promover no aluno a capacidade de conhecer diferentes abordagens terapêuticas, de terapia familiar e de intervenção em redes, de apl

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

No sentido de articular a componente teórica com a componente prática desta unidade curricular, serão usadas metodologias de ensino expositivas, demonstrativas, activas e participativas. Para que aluno seja capaz de compreender os comportamentos e as interacções nas famílias, e grupos, em termos de Comunicação e seja capaz de desenvolver leituras sistémicas de diferentes problemáticas das famílias e dos grupos serão usadas aulas expositivas, exercícios práticos de análise de casos clínicos. Para que o aluno seja capaz de conhecer e aplicar diferentes técnicas de condução de entrevista, nomeadamente o questionamento circular, os alunos irão analisar sessões de terapia familiar transcritas e realizar role-plays, para demonstração, ensaio e treino. Para que o aluno conheça diferentes abordagens terapêuticas, de terapia familiar (terapia transgeracional, estrutural, estratégica, pós-moderna) e de intervenção em redes, respetivos pressupostos teóricos e estratégias, serão analisados vídeos

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Aptidão para aplicação na prática dos conhecimentos teóricosSimSim
Capacidade de investigação Sim
Competência em língua estrangeira  
Comportamento ético e responsávelSim 
Comunicação oral e escrita Sim
Preocupação com a eficáciaSimSim
Preocupação com a qualidade Sim
Relacionamento interpessoal  
Trabalho em equipa  
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)