Como chegar
|
Contactos
Perguntas
Frequentes

Mediação Educacional 2019/2020

  • 5 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Contínua

Objetivos

Espera-se que os estudantes sejam capazes de:
1. Definir Mediação Educacional e os principais conceitos a ela associados
2. Reconhecer os elementos e as etapas que envolvem um processo de Mediação Educacional
3. Estabelecer a relação entre conflito, comunicação e mediação
4. Identificar oportunidades de intervenção ao nível da Mediação Educacional em diversos contextos sociais e profissionais
5. Participar, criativamente, na análise de dispositivos de Mediação Educacional em diversos contextos sociais e profissionais

Pré-Requisitos Recomendados

Não aplicável.

Método de Ensino

Métodos de ensino ativos, com enfoque no estudante e no desenvolvimento de competências (apresentação oral, debate, role-playing).
Aprendizagem baseada em Projeto, através do desenvolvimento de um projeto interdisciplinar com a UC de "Planeamento, Gestão e Avaliação de Projetos Sociais", do 1º semestre do 2º ano.

Conteúdos Programáticos

1. Enquadramento histórico e conceptual de Mediação Educacional.
2. Contextos de Mediação Educacional
3. Modelos de Mediação
4. Componentes do Processo de Mediação.
5. Perfil e competências do Mediador Socioeducativo
6. Análise crítica de dispositivos nacionais e internacionais na área da Mediação Educacional

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

Aguiar, M. & Silva, A. M. (2013). Mediation competences in adult education and training in Portugal and
France. In The European Journal of Social & Behavioural Sciences, Vol IV, Nº 1, 875-888
Almeida, H. (2009). Um panorama das mediações nas sociedades. Na senda da construção de sentido da
mediação em contexto educativo. In A. M. Veiga Simão, A. P. Caetano & I. Freire (Orgs.), Tutoria e Mediação
em Educação (pp. 115-128). Lisboa: EDUCA.
Brandoni, F. (Comp.) (2011). Hacia una mediación de calidad. Buenos Aires: Editorial Paidós SAICF.
Correia, J. A. & Silva, A. M. C. (Orgs.) (2010). Mediação: (D)os contextos e (D)os atores. Porto: CIIE – Centro
de Investigação e Intervenção Educativas/Edições Afrontamento.
Torrego, Juan Carlos (2003). Mediação de Conflitos em Instituições Educativas: Manual para Formação de
Formadores. porto: ASA.
Torremorell, M. C. B. (2008). Cultura de Mediação e Mudança Social. Porto: Porto Editora.

Bibliografia Complementar

Aguiar, M. (2013). Figuras da Mediação na Formação de Adultos: Um estudo multicasos a partir da experiência em Portugal e em França (Tese de Doutoramento). Braga: Universidade do Minho.
Faget, J. (2010). Médiation. Les ateliers silencieux de la démocratie. Toulouse: Éditions érès Hopkins, Belinda (2004). Just Schools: a Whole School Approach to Restorative. London: Jessica Kingsley
Publishers.
Lascoux, J-L. (2007). Pratique de la médiation: une méthode alternative à la résolution des conflits. Issy-les-Moulineaux: ESF
Schnitman, D. F. & Littlejohn, S. (Orgs.) (1999). Novos paradigmas em mediação. Porto Alegre: Artmed Editora
Silva, Ana Maria Costa e & Moreira, Maria Alfredo (Org.) (2009). Formação e Mediação Socioeducativa. Perspectivas teóricas e práticas. Porto: Areal Editores.
Vasconcelos-Sousa, José (2002). Mediação. Lisboa: Quimera

Planificação Semanal

Semanas:
1. Apresentação
2. Conceito de Mediação
3. Conceito de Mediação
4. Perfil do Mediador
5. Apresent. Trab. Indiv.
6. Modelos de Mediação
7. Modelos de Mediação
8. Trab.Grupo (Role-Playing)
9. Contextos de Mediação
10. Contextos de Mediação
11. Análise de Projetos de Mediação
12. Prova Avaliação
13. Análise de Projetos de Mediação
14. Apres. Trab. Grupo
15. Balanço da UC

Coerência do programa para com os objetivos

Os conteúdos programáticos foram pensados e executados tendo em consideração os objetivos propostos nesta UC. Os conteúdos centram-se, deste modo, na exploração dos principais conceitos, abordagens e modelos no âmbito da Mediação Educacional, apelando, por um lado, a um olhar crítico sobre os contextos, oportunidades e práticas nesta área e, por outro, à reflexão sobre as potencialidades de uma intervenção centrada na mediação enquanto modo diferenciado de gestão de conflitos, sendo fornecidas as ferramentas necessárias à identificação, análise e concretização de um processo/dispositivo de mediação educacional.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

As metodologias de ensino centram-se em estratégias que procuram responder aos objetivos da UC, recorrendo-se, para tal, aos métodos expositivos, interrogativos e ativos. De facto, espera-se que os estudantes compreendam, comparem, analisem, discutam e avaliem conceitos, modelos, práticas e dispositivos de intervenção no âmbito da Mediação Educacional, pelo que os métodos interrogativos e ativos
estarão na base da organização das aulas, complementadas com sínteses teóricas de cariz expositivo, no sentido da sistematização dos conteúdos abordados. Se o que se pretende é que os estudantes questionem, problematizem e reflitam criticamente, a sua consciencialização, capacidade de pensamento crítico e participação ativa na construção do seu conhecimento devem ser incentivadas.

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Análise e sínteseSimSim
Aptidão para aplicação na prática dos conhecimentos teóricosSimSim
Capacidade crítica e de avaliaçãoSimSim
Capacidade de adaptação a novas situaçõesSimSim
Capacidade de auto-critica e de auto-avaliaçãoSimSim
Capacidade de decisãoSimSim
Capacidade de iniciativa e espírito empreendedorSimSim
Capacidade de investigaçãoSimSim
Competência em informática e uso de novas tecnologiasSimSim
Competência em língua estrangeiraSimSim
Comportamento ético e responsávelSimSim
Comunicação oral e escritaSimSim
Conhecimento de outras culturas e costumesSimSim
CriatividadeSimSim
Gestão da informação e da aprendizagemSimSim
LiderançaSimSim
Relacionamento interpessoalSimSim
Resolução de problemasSimSim
Saber organizar, planear e gerirSimSim
Trabalho em contexto internacionalSimSim
Trabalho em equipaSimSim
Valorização da diversidade e da multiculturalidadeSimSim
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)