Como chegar
|
Contactos
Perguntas
Frequentes

Psicologia das Organizações 2019/2020

  • 4 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Contínua

Objetivos

1. Conhecer e explicar as origens e a perspetiva histórica da psicologia das Organizações
2. Discriminar os diferentes modelos teóricos da Psicologia das Organizações e os contributos de cada um para a evolução da área de estudo, percebendo diferenças e implicações nas diferentes formas de conhecer e intervir nas organizações.
3. Conhecer detalhadamente as dimensões organizacionais de nível individual, grupal e contextual, com vista a reconhecer as suas implicações nas organizações
4. Desenvolver competências de análise do contexto organizacional e reconhecimento de problemáticas micro e macro nas organizações.

Pré-Requisitos Recomendados

Sem pre-requisitos

Método de Ensino

Nesta unidade curricular será implementada uma metodologia de ensino ativa com recurso à utilização de estratégias de ensino e aprendizagem que proporcionem o envolvimento dos alunos. Especificamente, serão realizadas aulas expositivas, atividades de exploração de leitura, dinâmicas de grupo, discussão crítica em contexto de grupo e análise de estudos de caso.

Conteúdos Programáticos

1. Introdução à Psicologia das Organizações: Definição e objeto
2. Perspetivas teóricas sobre as organizações
3. Personalidade, perceções e comunicação
4. Emoções no trabalho
5. Motivação e satisfação no contexto de trabalho
6. Liderança
7. Clima e Cultura Organizacional
8. Trocas sociais: Justiça e empoderamento
9. Stress no trabalho
10. Mudança e desenvolvimento organizacional

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

Cunha, M. P., Cunha, R. C., Rego, A., Neves, P., & Cabral-Cardoso, C. (2016). Manual de comportamento organizacional e gestão. Lisboa: RH Editora
Cooper, C. (2018). Current issues in work and organizational psychology. London: Taylor & Francis
Ferreira, J. M., Neves, J. & Caetano, A. (2011). Manual de psicossociologia das organizações. Lisboa: McGraw-Hill
Furnham, A. (2008). The psychology of behavior at work: The individual in the organization. New York: Psychology Press
McKenna, E. (2006). Business psychology and organisational behaviour: A student's handbook. New York: Psychology Press
Robbins, S. P. (1996). Organizational behavior: concepts, controversies and applications. New Jersey: Prentice-Hall

Bibliografia Complementar

Chmiel, N., Fraccaroli, F, & Sverke, M. (Eds.). (2017). An introduction to work and organizational psychology: An international perspective (3rd ed.). Chichester, UK: John Wiley & Sons
Duarte, M. E. (2004). O indivíduo e a organização: Perspectivas de desenvolvimento. Psychologica, (nº especial), 549-557
Gonçalves, S. P. (2014). Psissociologia do Trabalho e das Organizações: Princípios e Práticas. Lisboa: Pactor
Meyer, J. P., Stanley, L. J., & Parfyonova, N.M. (2012). Employee commitment in context: The nature and implications of commitment profiles. Journal of Vocational Behavior, 80(1), 1-16
Peeters, M. C. W., De Jonge, J., & Taris T. W. (Eds.) (2014). An introduction to contemporary work psychology. Chichester, UK: John Wiley & Sons
Spector, P.E. (1997). Job satisfaction. Application, assessment, cause and consequences. London: Sage
Truxillo, M., Bauer, T. N., & Erdogan, B. (2016). Psychology and work: Perspectives on industrial and organizational psych

Planificação Semanal

Semana 1. Introdução à Psicologia das Organizações
Semana 2. Perspetivas teóricas sobre as organizações
Semana 3. Comportamento organizacional
Semana 4. Personalidade, perceções e comunicação
Semana 5. Emoções no trabalho
Semana 6. Motivação e Satisfação no contexto de trabalho
Semana 7. Revisões e esclarecimento de dúvidas
Semana 8. Teste 1
Semana 9. Liderança
Semana 10. Liderança / Clima e Cultura Organizacional
Semana 11. Trocas sociais: Justiça e empoderamento / Stress no trabalho / Mudança e desenvolvimento organizacional
Semana 12. Revisões e esclarecimento de dúvidas
Semana 13. Teste 2
Semana 14. Orientação tutorial para a realização dos trabalhos de grupo
Semana 15. Apresentação dos trabalhos de grupo

Coerência do programa para com os objetivos

Os conteúdos programáticos apresentados sobre a definição e objeto da psicologia das organizações, bem como os conteúdos inerentes aos modelos clássicos das organizações remetem ao cumprimento dos objetivos 1 e 2. Os conteúdos referentes às dimensões organizacionais permitem a concretização do objetivo 3. Na sua globalidade, os conteúdos programáticos contribuem para a concretização do objetivo 4.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

As metodologias de ensino consistirão em aulas expositivas e atividades de exploração de leitura, que permitirão ao estudante “Conhecer e explicar as origens e a perspetiva histórica da psicologia das Organizações” (Objetivo 1) e “Discriminar os diferentes modelos teóricos da Psicologia das Organizações e os contributos de cada um para a evolução da área de estudo, percebendo diferenças e implicações nas diferentes formas de conhecer e intervir nas organizações” (Objetivo 2). Por seu turno, será através de simulações de intervenção (estudos de caso), visualizações de vídeos e exposições teóricas que o estudante será capaz de “Conhecer detalhadamente as dimensões organizacionais de nível individual, grupal e contextual, com vista a reconhecer as suas implicações nas organizações” (Objetivo 3), “Desenvolver competências de análise do contexto organizacional e reconhecimento de problemáticas micro e macro nas organizações” (Objetivo 4).

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Aptidão para aplicação na prática dos conhecimentos teóricosSimSim
Capacidade crítica e de avaliaçãoSimSim
Capacidade de auto-critica e de auto-avaliaçãoSimSim
Capacidade de investigaçãoSimSim
Competência em língua estrangeira  
Comportamento ético e responsável  
Comunicação oral e escritaSimSim
CriatividadeSimSim
Preocupação com a eficáciaSimSim
Preocupação com a qualidadeSimSim
Relacionamento interpessoal  
Trabalho em equipaSimSim
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)