Como chegar
|
Contactos
Perguntas
Frequentes

UPT e FMUP juntas em projeto de Saúde

UPT e FMUP juntas em projeto de Saúde

Eva Dias Costa, docente do Departamento de Direito, coordena o projeto de investigação “Health4all”, do Instituto Jurídico Portucalense e da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, que participou recentemente num concurso da Comissão Europeia sobre soluções inovadoras para combater a Covid-19.

Comunica UPT: Quando e como surgiu este grupo de investigação que junta a Universidade Portucalense e Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (FMUP)?

Eva Dias Costa: Após várias reuniões com investigadores do Instituto Jurídico Portucalense, o “Health4all” foi criado no final de 2019. O projeto foi apresentado ao Doutor Rui Nunes, professor catedrático da FMUP e coordenador do Research Department of the International Network - UNESCO Chair in Bioethics, que aceitou participar, juntamente com um conjunto de investigadores da área da saúde.

Quais os objetivos subjacentes a este grupo de investigação?

O grupo tem como objetivo apresentar uma proposta com medidas concretas de melhoria das políticas de saúde pública em Portugal. Para isso, integramos investigadores de várias áreas para uma visão holística e uma discussão alargada. 

Recentemente, participaram no Hackathon EUvsVirus, uma maratona, liderada pelo Conselho Europeu de Inovação para encontrar soluções de combate ao SARS-CoV-2. Que impacto esta participação trouxe ao vosso trabalho?

Esta participação teve um efeito muito positivo e profícuo. Houve um intercâmbio de sinergias ligadas à saúde e estabelecemos um conjunto de contactos com investigadores e instituições internacionais, para manter o debate depois da iniciativa. No âmbito deste evento, colaborámos em projetos propostos por investigadores estrangeiros e ficámos com uma visão alargada das propostas da comunidade científica que serão implementadas a curto, médio e longo prazo, de combate à pandemia.

 

Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)