Como chegar
|
Contactos
Perguntas
Frequentes

Emoções negativas são alerta para a mudança

Emoções negativas são alerta para a mudança

Neste tempo de confinamento social, os docentes Ana Conde e Jorge Leite defenderam que as emoções negativas não devem ser reprimidas, nem dramatizadas, devendo ser entendidas como um alerta para a mudança.

No webinar “Como manter a motivação e o foco em período de afastamento social?”, que aconteceu no dia 28 de abril, saiu reforçada a ideia “O que não nos mata, faz-nos mais fortes”. Ana Conde acredita que o atual momento convida a aprofundar o conhecimento individual, a fazer escolhas e a tomar decisões. “A rotina levou-nos a esquecer o que valorizamos, o que nos dá bem-estar e o que pretendemos a curto, a médio e a longo prazo. São as respostas a estas perguntas que nos ajudam a encontrar novas formas de satisfazer as nossas necessidades”. 

Ambos os docentes acreditam que, sendo o ser humano um “animal de hábitos” e exigindo esta crise a reconfiguração e a reorganização de rotinas, só se pode ultrapassar esta fase com proatividade e ação passo a passo. “É preciso planear, dividir as etapas, dar o primeiro passo. É preciso fazer. É precisar passar do domínio do pensamento para o domínio da ação”. “O foco e o planeamento tornam o objetivo possível para o nosso cérebro, depois o resto depende de nós”, diz Jorge Leite. “O nosso corpo também é o pensamento. Planear é estar a agir, é um passo antes da execução. As emoções às vezes são ação”, complementa Ana Conde. 

Consideram que a emoção é um “elemento fundamental para a ação”, na medida em que surge como “sinalizador do que está bem e do que exige mudança”. Assumiu-se, também, que há uma tendência na sociedade atual para reprimir as emoções negativas, como a dor, a tristeza, a angústia, o medo, o que contribui para perpetuar o problema e não o resolver.

À pergunta de um desafio para este dia em concreto, Ana Conde propõe: “Transformar o dia de amanhã no dia de hoje, com os recursos que temos disponíveis.”

 

Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)