Como chegar
|
Contactos

Portucalense volta a crescer

Portucalense volta a crescer

Mais de 600 novos estudantes participaram no programa de acolhimento, que decorreu entre 18 e 20 de setembro.

A cerimónia oficial de abertura do ano letivo (ver o vídeo) foi o momento alto deste programa de integração universitária, que envolveu atividades de “team building” e workshops.

“Este é um passo inesquecível no vosso percurso académico”, começou por afirmar Armando Jorge de Carvalho, Presidente do Conselho de Administração, considerando que este novo ciclo “exige dedicação, motivação, disciplina e, essencialmente, atitude” para que possam “perspetivar um futuro sólido e próspero”. 

Sublinhou que este ano, a Universidade Portucalense voltou a aumentar (mais 15%) o número de alunos inscritos em relação ao ano letivo passado. Para Armando Jorge de Carvalho, este comportamento resulta do “reconhecimento do trabalho desenvolvido por toda uma equipa, docentes e funcionários, que tem contribuído para o reforço do capital de prestígio adquirido pela instituição, e tem sido apoiado por uma política de qualidade e de responsabilidade social”.

Afirma que esta responsabilidade, assumida como um “permanente desafio”, deve ser orientada para o “desenvolvimento integral dos estudantes, com um forte sentido de cidadania e comprometidos com os valores morais e éticos, sociais, científicos e profissionais, preparando-os convenientemente para que possam contribuir para o desenvolvimento de uma sociedade mais sustentável”. 

“Este nosso desígnio deve ser correspondido pelos novos alunos, que devem contribuir para a consolidação desta comunidade UPT, enquanto espaço de crescimento intelectual e intervenção cívica”, concluiu.

O Reitor da Universidade Portucalense, Alfredo Marques, salientou vários aspetos que fazem da Universidade Portucalense um caso de sucesso no ensino em Portugal, destacando a ligação próxima da universidade ao mercado de trabalho, através da incorporação de estágios curriculares nos planos de estudo, e a organização de workshops com profissionais, que “contribuem para a elevada taxa de empregabilidade dos estudantes”. Sublinhou ainda que a Universidade olha para além de Portugal: “Não formamos profissionais para o mercado local, mas para o mercado global”. 

Terminou, desafiando os estudantes a viverem a vida universitária. “A universidade não é só trabalho académico, é um espírito e um ambiente, em que as atividades culturais, desportivas e lúdicas são importantes. É uma vivência global, fruam, por isso, o nosso ambiente social e o nosso campus que, como tiveram oportunidade de ver, é agradável e aprazível. Sejam felizes na Portucalense!" 

A cerimónia ficou marcada ainda pela entrega de prémios dos parceiros, “O Informador Fiscal” e “Brandzone” e das bolsas, promovidas pela UPT, de promoção da qualidade e mérito aos estudantes que se destacaram pelo bom desempenho académico no ano letivo 2018-2019. O encerramento foi assinalado com a atuação das tunas Feminina e Académica.

 

 

Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)