Como chegar
|
Contactos

Investigação internacional

Investigação internacional

Makhabbat Ramazanova, 29 anos, natural do Cazaquistão, realizou uma investigação de quatro meses na Universidade de Portucalense, no Departamento de Turismo, Património e Cultura (DTPC), no âmbito do doutoramento em Turismo na Universidade das Ilhas Baleares, Espanha.

Em conjunto com a docente Isabel Vaz de Freitas, diretora do DTPC, Makhabbat escreveu sobre a “Conservação da água na paisagem urbana através do património e capacitação. O caso de Guimarães, Portugal” e promoveu um inquérito centrado nas perceções dos residentes da cidade do Porto sobre os impactos do turismo no seu centro histórico.

Comenta que a sua colaboração com o REMIT, centro de investigação da UPT,permitiu-lhe desenvolver competências de pesquisa, trabalho em equipa e de comunicação. “O facto de ter tido a oportunidade de apresentar o meu trabalho a académicos de várias áreas, deu-me confiança em relação à minha própria contribuição científica, e a participação em palestras, reuniões de grupo, conferências e aulas foram importantes para melhorar a língua portuguesa”.

“Posso dizer que esta oportunidade na Universidade Portucalense me ajudou a aumentar a minha experiência internacional, construir uma rede profissional entre colegas, expandir meus horizontes, desenvolver novas ideias para pesquisas futuras e uma valiosa experiência pessoal”, afirma Makhabbat.

Para além da sua língua materna, Makhabbat fala inglês, espanhol e português. Fez a sua primeira experiência de mobilidade internacional em 2012, ao abrigo do programa Erasmus, tendo estudado em Dublin, Irlanda, 14 meses. É licenciada em Finanças. Aos 10 anos já dava aulas explicações de matemática a crianças na sua terra natal, Kokshetau (norte do Cazasquistão). Ambiciona que o seu conhecimento possa ser um contributo para o desenvolvimento do turismo sustentável no seu país.

Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)