O principal objetivo do projeto Mobilidade Internacional Creditada (ICM) é a consolidação da cooperação entre a UPT e as Instituições de Ensino Superior (IES) fora da União Europeia (UE), em particular, promover a mobilidade dos estudantes “incoming” e a partilha das melhores práticas através da mobilidade de docentes e colaboradores.

ICM 2019 - 2022: Projeto a decorrer (USA)

Mobilidade de Staff Incoming

07 – 15 Jul 2021

  • Aulas abertas ao 2º Ciclo de estudos em Psicologia Clínica e da Saúde
    1. pela professora Carrie Masia, Montclair State University (MST) Intervenção escolar para transtorno de ansiedade social: habilidades para o sucesso acadêmico e social
    2. pela Professora Samantha Coyle (MST) Aspectos Positivos e Negativos do Relacionamento com Pares na Adolescência

Avaliação e Disseminação

Testemunho de Professora da UPT

As aulas abertas permitem aos docentes e estudantes uma aproximação do conhecimento e a partilha de experiências, diretamente com outros protagonistas de variados contextos, neste caso da Psicologia. Quando essa aproximação é a nível internacional, essa experiência para os estudantes valida muitas vezes o que vão aprendendo na Universidade, e para os docentes, é sem dúvida um momento em que se podem discutir diferentes perspetivas, ideias, permitindo-lhes uma melhoria constante, como docentes e como investigadores. A aula aberta da Profª Carrie Masia e Samantha Coyle, da Universidade Montclair State, sobre a ansiedade social em adolescentes e a intervenção psicológica em contexto escolar, foi sem dúvida um desses momentos.
Sara Fernandes
PhD, UPT

Testemunho de Estudantes da UPT

Atividades como palestras com investigadores de renome e de outros países são bastante enriquecedoras. Estas permitem-nos desenvolver as nossas capacidades e obter novos pontos de vista, ampliando a nossa rede de conhecimentos.
Vânia Araújo
Mestranda, Psicologia Clínica e da Saúde, UPT
Poder apresentar o meu projeto de investigação às colegas da Montclair State University, bem como a partilha de ideias que se seguiu, foi uma experiência extremamente enriquecedora. Tive a possibilidade de receber opiniões e considerações por parte destas colegas que não só são especialistas em áreas do conhecimento diferentes das minhas, complementando assim a minha visão, como também são provenientes de um país e cultura diferentes. Inclusivamente, graças a esta partilha, identifiquei alguns detalhes no meu projeto que nunca tinha considerado antes e que pude, assim, reformular e melhorar. De modo geral, foi uma oportunidade muito útil para o meu desenvolvimento enquanto investigadora e pela qual estou grata.
Lúcia Tavares
Doutoranda, Psicologia Clínica e Aconselhamento, UPT

Aula Virtual

15 de dezembro de 2020, das 17h às 19h, pela Dra. Samantha Coyle, da Montclair State University, EUA.

Samantha Coyle – Páginas de perfil – Montclair State University

Tópico: “Avaliação psicológica abrangente dentro das escolas”, destinada a alunos de licenciatura e mestrado da UPT em psicologia.

Projetos de pesquisa a decorrer

– Exploração intercultural do stress digital na idade adulta emergente

https://osf.io/2duaj/

– Ajuste à pandemia de COVID19 em adultos jovens: análise intercultural de experiências subjetivas e fatores de proteção

 https://osf.io/65z3h/

– O impacto da pandemia COVID19 na ansiedade social durante a adolescência e a juventude

https://osf.io

Documentos

ICM 2018-2020

Consulte aqui

ICM Incoming Students mobility from Jinggangshan University, Ji'an, Republic of China

Yetong Zhang, Erasmus+ ICM (International Credit Mobility) estudante da Universidade Jinggangshan, Ji’an, Republica da China, trabalhando  em Biodiversidade– Centro Ciência Viva , Porto

Em 2018, a Clínica de Conservação e Restauração da UPT foi solicitada pelos serviços da Galeria da Biodiversidade – Centro Ciência Viva / Museu de História Natural e Ciências da Universidade do Porto para realizar alguns trabalhos de manutenção e restauro de materiais didáticos como réplicas e modelos de peixes, pássaros e soldadinhos que fazem parte da exposição permanente da galeria.

Havia pequenos soldados de resina com fraturas nos pés e uma ou outra situação de desapego ou perda de elementos que foram restaurados na Clínica de Restauração da UPT.

O grupo de animais suspensos, nomeadamente um peixe-dourado, um peixe pulmonado e uma ave aquática, modelados com espuma e cobertos com massas epóxi, apresentavam alguns danos, como por exemplo: pequenas lacunas na asa da ave aquática, e na barbatana da dourada. O dano mais grave foi no peixe-pulmão que apresentava descolamento do corpo na nadadeira peitoral direita e fratura na nadadeira pélvica direita e também falhas na parte terminal do corpo, na cauda e, acima de tudo, lacunas graves nos elementos laterais do aparelho respiratório. O objetivo da intervenção foi estabilizar fisicamente todas as peças, fechando e consolidando as fissuras, reposicionando os elementos fraturados e reconstituindo partes em falta, legitimadas com suporte fotográfico. Toda a restauração ocorreu no museu, já que havia algumas peças inamovíveis.

O trabalho foi realizado por Yetong Zhang, um estudante Erasmus + ICM da Universidade Jinggangshan, em Ji’an, República da China, que fez esse estágio na Clínica e no Museu, enquanto estudou na UPT entre Setembro de 2018 e Fevereiro de 2019.

Estágio realizado pelos os estudantes  Yongan Xue. Xiaoxue Chen e Yi Ding no  Centro de Conservação e Restauro da UPT, entre setembro de 2019 e fevereiro de 2020

Testemunho do orientador de estágio, Dr. Nuno Farinhote / Testimony by internship’s tutor, Dr. Nuno Farinhote

A intervenção contou com a participação dos alunos Yongan Xue. Xiaoxue Chen e Yi Ding, estudantes Erasmus+ ICM (…) em fase de estágio na Clínica. Coube-lhes, em particular, o trabalho de reconstituição dos elementos em falta, e o reforço estrutural com aplicação de gesso líquido e gaze. De uma maneira geral, a experiência foi muito positiva e mesmo gratificante do ponto de vista da aprendizagem, da transmissão de conhecimentos e do intercâmbio cultural. Os alunos mostraram-se sempre excecionalmente cooperantes e com capacidade de aprender rapidamente, entendendo os processos, executando as tarefas até ao fim e nas sequências adequadas. Desenvolveram certa capacidade crítica e operatória, sugerindo mesmo pequenas alterações de acordo com os problemas que foram encontrando. Mostraram uma extraordinária capacidade de compreensão de todos os processos relacionados com a matéria de estágio, procurando conhecer com clareza a história e a natureza do fabrico e da utilização do gesso, assim como todo o tipo de metodologias e suas variantes, numa perspetiva mais geral das intervenções de conservação e restauro. Demonstraram uma excelente capacidade de se integrar em trabalho de equipa e na interação com o orientador do estágio, com uma grande curiosidade e excelente facilidade de comunicação, trocando voluntariamente experiencias e denotando vontade de conhecer e de se integrar. As diferenças linguísticas e culturais nunca foram impedimento para interagir (…) mas antes um fator de enriquecimento humano e promotor da diversidade no conhecimento.

Estudantes em mobilidade outgoing para a State University of New York - Potsdam

Testemunhos

Desde que vim para os Estados Unidos da América, tenho passado momentos incríveis, conheci novas pessoas que me ajudaram muito, o meu inglês também melhorou muito e aprendi muito sobre esta nova cultura. Tem sido uma grande experiência e mesmo com os altos e baixos tem me levado a excelentes oportunidades para o futuro e agradeço profundamente a oportunidade de estar aqui. Todos os esforços necessários para tornar este projeto possível valeram a pena.

Beatriz Soares

O meu nome é Bruno Teixeira e sou um dos alunos da UPT University que está a estudar nos Estados Unidos da América. A universidade em que estou atualmente, graças ao programa ERAMUS +,chama-se  SUNY Potsdam. Essa universidade, localizada no estado de Nova York, é bem grande e um ótimo lugar para se obter conhecimento. A quantidade de trabalho que eles nos dão aqui é bastante intensa, mas aprendi muito com a experiência que estou tendo aqui e até agora e estou a gostar. As infraestruturas são incríveis. Neva muito, mas as residências são grandes e aconchegantes. Existem três restaurantes para escolher e esta universidade tem seu próprio ginásio e piscina. Todo a gente é gentil nesta universidade e já fiz muitos amigos. Esta está a ser uma ótima experiência na minha vida, e eu nunca vou esquecer estes  momentos.

Bruno Teixeira

Sou estudante de Gestão de Hotelaria na Universidade Portucalense e estou a estudar nos Estados Unidos na SUNY Potsdam University no programa ICM. Tem sido uma experiência fantástica, mentes muito diferentes daquelas a que estava habituada em Portugal, métodos de ensino diferentes e acima de tudo a exigência é muito mais elevada mas todos os professores e alunos deram-me boas-vindas e está a valer a pena! Aconselho fortemente a todos os interessados nesta experiência, pois certamente mudará a forma como o mundo vem!

Pedro Pinho

Estudantes em mobilidade incoming da State University of New York, Potsdam

Ao abrigo do programa Erasmus + – International Credit Mobility, a estudante norte-americana Cara Aguirre, de 35 anos, natural da Califórnia e a estudar em Nova Iorque, escolheu a Universidade Portucalense para fazer uma experiência de estudo internacional nas áreas do Turismo e da Cultura. Estagiou na Quinta do Noval e sonha “um dia ter uma vinha”.

Em maio do ano passado, Cara visitou pela primeira vez a Universidade Portucalense, para participar na conferência internacional “Climate change and Wine Tourism – the view of experts on Agriculture, Tourism and Wine Tourism”, onde apresentou uma comunicação, na qualidade de estudante da Universidade de Postdam, em Nova Iorque. A hospitalidade que sentiu nesse momento desafiou-a aprender mais sobre a cultura portuguesa. Reconhecida a oportunidade, candidatou-se ao programa Erasmus e chegou à UPT em setembro.

Recorda que encontrou “estudantes muito acolhedores, professores muito atenciosos e um ensino diferente”. Considera que “a educação portuguesa aborda questões práticas, enquanto a educação nos Estados Unidos da América concentra-se mais em trabalhos de investigação, debates e avaliações. Em Portugal, o sistema de ensino prepara os alunos para serem bem-sucedidos na área de trabalho que planeiam trabalhar. Creio que é uma grande vantagem!”

Integrada na licenciatura de Turismo (3º ano), fez um estágio na Quinta do Noval. “Trabalhei com colegas portugueses, o que foi muito importante para mim. Eu queria muito aprender o idioma e esta oportunidade permitiu-me aprender muito sobre a cultura e a história de Portugal”.

Apaixonada pelo Porto, leva no coração “as igrejas, as margens de Vila Nova de Gaia, o Estádio do Dragão e os Aliados” e deixa-nos a sua citação favorita: “Uma atitude positiva pode realmente tornar sonhos em realidade”.

Primeiro dia de boas-vindas aos estudantes Incoming 2019 de SUNY, 11 Set. 2019

Cara Aguirre, estudante Erasmus+ ICM Incoming, da SUNY, E.U.A., a realizar mobilidade de estudos por 3 meses, encontra-se a estagiar na Quinta do Noval, uma das entidades parceiras da Universidade Portucalense. http://www.quintadonoval.com/en/

O acolhimento de turistas na Quinta do Noval tem sido feito também desde Setembro e até Novembro pela estudante norte-americana do estado de Nova Iorque.

Voltar ao topo