Mestrado em Património Cultural e Desenvolvimento do Território

DURAÇÃO

2 anos

ECTS

120

VAGAS

20

REGIME

Pós-Laboral

CURSO

Mestrado

IDIOMAS

PT

SINGULARIDADES DO CURSO

  • Uma abordagem inovadora e integrada que possibilita de uma “nova geração” de profissionais
  • Focamos a formação na aquisição de novas competências, com uma renovada sensibilidade em relação ao Património Cultural
  • Pensamos o plano de estudos com centralidade no Desenvolvimento do Território e nos novos desafios societais

O desafio atual dos novos modelos de desenvolvimento afeta as tradicionais abordagens à gestão e valorização do património e de desenvolvimento do território. Uma abordagem inovadora e integrada que necessita de uma "nova geração" de profissionais, mais completos, mais flexíveis, mais capazes de criar e gerir redes internacionais, com novas competências e uma renovada sensibilidade e espírito de liderança. Com o Mestrado em Património Cultural Desenvolvimento do Território a UPT pretende abraçar este desafio educativo e científico, e formar profissionais que, independentemente das suas áreas de conhecimento originais, pretendam envolver-se profissionalmente no processo de desenvolvimento territorial sustentável, através de ferramentas e estratégias integradas e inovadoras. O carater internacional do “Mestrado em Património Cultural e Desenvolvimento do Território” permite o envolvimento dos participantes num contexto internacional real, no qual alunos de diferentes culturas irão partilhar experiencias no estudo e nas tarefas de investigação. Desta pretendemos fomentar, de acordo com as orientações da UNESCO e das Nações Unidas, um espírito de cooperação global para a construção de um futuro de paz “pensado globalmente e implementado localmente”.

 

Publicação em Diário da República, 2ª série - N.º 152 - 8 agosto 2014 - Anúncio n.º 207/2014

O Mestrado em Património Cultural e Desenvolvimento do Território apresenta-se inovador na abordagem pedagógica bem como nos seus conteúdos programáticos. A didática, a investigação científica e a componente do trabalho no terreno estão fortemente interligadas, e um ambiente internacional será a moldura deste esforço conjunto para o desenvolvimento pessoal de cada participante.

Estas características permitem aos participantes a adquisição de competências que no âmbito do mercado de trabalho são fortemente procuradas: o domínio teórico e prático dos conceitos ligados à gestão do património, turismo e desenvolvimento; uma visão abrangente e integrada; um pensamento crítico e aberto; a capacidade de integração em contextos multiculturais; espírito de liderança. Este curso garante aos seus participantes uma formação e adquisição de competências que se posicionam claramente acima da média. Garantimos assim a construção de um futuro brilhante para profissionais que irão construir o futuro brilhante do mundo.

A formação adquirida com este mestrado proporciona a possibilidade de integrar, a diferentes níveis, cargos na área da gestão do património, turismo e planeamento territorial, no setor público (desde o nível local até as agências supranacionais de desenvolvimento) bem como no setor privado. Também a carreira científica se encontra entre as possíveis saídas profissionais deste mestrado.

Algumas Saídas Profissionais

Algumas Saídas Profissionais

Gestor Cultural

Gestor Cultural

Gestor de Eventos Corporativos

Gestor de Eventos Corporativos

Produtora de Eventos de Entretenimento

Produtora de Eventos de Entretenimento

Arqueóloga Especialista em Turismo

Arqueóloga Especialista em Turismo

O objetivo do Mestrado em Património Cultural e Desenvolvimento do Território é de formar profissionais que consigam enfrentar os novos desafios da gestão do património e valorização do mesmo no âmbito dos novos modelos de desenvolvimento territorial.

A conservação, interpretação e valorização dos recursos culturais tangíveis e intangíveis enquanto dinamizadores socioeconómicos se inserem como tarefas chave no âmbito dos novos paradigmas de desenvolvimento, para as quais as tradicionais figuras profissionais já não resultam ser suficientes.

Os novos desafios no âmbito das políticas culturais, de desenvolvimento turístico e planeamento territorial requerem a presença – no setor publico bem como no setor privado - de profissionais com formação adequada, transversal, forte capacidade de liderança e de trabalho em rede, que estejam sensibilizados para a importância duma abordagem holística e uma particular sensibilidade no que diz respeito as temáticas da sustentabilidade e valorização do património para as populações residentes e turistas.

Pretende-se oferecer aos alunos uma visão completa do fenómeno através duma abordagem holística: a análise do fenómeno do ponto de vista da investigação científica irá ser completada pela análise de boas práticas nacionais e internacionais, ao longo do primeiro ano. A criação desta ponte entre teoria e pratica será proporcionada acima de tudo pela da presença de docentes com grande experiência, não apenas no âmbito científico, mas também com grande conhecimento pratico e experiência de projetos de valorização em âmbito nacional e internacional.

O segundo ano será dedicado ao trabalho científico/de campo e à dissertação/tese.

O presente diploma confere a habilitação no Mestrado em Património Cultural e Desenvolvimento do Território (120 ECTS) ou, com a conclusão do 1.º ano, Especialização em Património Cultural e Desenvolvimento do Território (60 ECTS).

O Mestrado está organizado em 2 semestres que corresponde à estrutura curricular, mais 1 ano dedicada à preparação, realização e apresentação da defesa de uma dissertação, ou trabalho de projeto.
O curso equivale a 60 ECTS à parte curricular e 60 ECTS à preparação, realização e apresentação da dissertação, ou trabalho de projeto, o que perfaz um total de 120 créditos ECTS nas seguintes áreas científicas:

O Mestrado está organizado em 2 semestres que corresponde à estrutura curricular, mais 1 ano dedicada à preparação, realização e apresentação da defesa de uma dissertação, ou trabalho de projeto.
O curso equivale a 60 ECTS à parte curricular e 60 ECTS à preparação, realização e apresentação da dissertação, ou trabalho de projeto, o que perfaz um total de 120 créditos ECTS nas seguintes áreas científicas:

Área Científica ECTS
Obrigatórios
ECTS
Opcionais
HP
História e Património
19
AH
Artes e Humanidades
96
CSC
Ciências Sociais e do Comportamento
5

1ºano

1º Semestre Área Científica ECTS
Interpretação e Valorização do Património Cultural
HP
5
Metodologia da Investigação Científica
AH
8
Planeamento Cultural e Indústrias Culturais
AH
5
Políticas e Instituições Culturais
AH
7
Sociologia da Cultura
CSC
5
2º Semestre Área Científica ECTS
Destinos Turísticos e Culturais
HP
7
Produtos e Mercados Turísticos e Culturais
HP
7
Programação Cultural
AH
8
Projetos de Desenvolvimento
AH
8

2ºano

Anual Área Científica ECTS
OP - Dissertação
AH
60
OP - Projeto
AH
60

As linhas de investigação onde se incluem projetos e dissertações são as seguintes:

  • Território e gestão do património;
  • Diversidade e identidade;
  • Interpretação e Valorização do Património;
  • Património e Turismo Acessíveis;
  • Cultura, gastronomia e enoturismo;
  • Inovação em Património e Turismo
 
Projetos em curso

Alguns projetos em curso:

  • AVALIAÇÃO DA ACESSIBILIDADE E DOS IMPACTES DO TURISMO NO PATRIMÓNIO DO LITORAL NORTE DE PORTUGAL;
  • AVALIAÇÃO DE IMPACTES DO TURISMO RELIGIOSO E DO TURISMO ACESSÍVEL NOS CAMINHOS DE SANTIAGO – TURASANT;
  • ACESSIBILIDADE UNIVERSAL NO PATRIMÓNIO CULTURAL E NO TURISMO CULTURAL: O CASO DO NORTE LITORAL DE PORTUGAL;
  • POTENCIALIDADES TURÍSTICO-CULTURAIS DOS FORTES DO LITORAL NORTE: A IMPORTÂNCIA DO TURISMO MILITAR NA DINAMIZAÇÃO DO TERRITÓRIO;
  • PROMOTING RESEARCH MANAGEMENT AT HIGHER EDUCATION INSTITUTIONS IN BOLIVIA AND PARAGUAY - INNOVA;
  • MEMÓRIAS COM FUTURO – ACESSIBILIDADE E SUSTENTABILIDADE DO TURISMO E PATRIMÓNIO DA REGIÃO DO VALE DO CÔA - MeFAST-COA.

Todos os projetos mencionados possuem parcerias protocoladas com diversas instituições de ensino superior e investigação nacionasimi internacionais. Existem ainda outros projetos em curso.

COORDENAÇÃO

CONTACTOS

Fátima Silva

mfms@upt.pt

DTPC/ Departamento de Turismo Património e Cultura

Mestrado em Património Cultural e Desenvolvimento do Território

Gabinete de Ingresso

Atendimento online: ingresso@upt.pt

(+351) 800 270 201

Candidaturas*

176,00 €

Matrícula (ato único por curso)

326,00 €

Seguro Escolar

32,00 €

Inscrição

setembro

Valor isento no ano da matrícula**

fevereiro

187,00 €

*Isenta para antigos alunos (com curso que confere grau concluído na UPT)
**Isenção será aplicada em Fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Candidaturas

Isento

-

Matrícula (ato único por curso)

326,00€

-

Inscrição

setembro

Isento**

-

fevereiro

187,00€

196,00€

**Isenção será aplicada em fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Propina de Frequência (p/ 60 ECTS)

11 Prestações (setembro a julho)

Mensal

368,20 €

Desconto de 3% setembro

Único

3.928,50 €

Propina de Frequência (p/ 30 ECTS)

5 Prestações (setembro a janeiro ou fevereiro a junho)

Mensal

405,00 €

Desconto de 2% setembro ou fevereiro

Semestral

1.984,50 €

Valor por ECTS

13,50 €

Propina mínima obrigatória (10 ECTS)

Mensal

135,00 €

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Ato único (1 prestação)

julho a setembro

326,00 €

343,00 €

Ato único (2 prestações)

setembro

187,00 €

196,00 €

fevereiro

187,00 €

196,00 €

Propina de Frequência

50% dos preçários da parte curricular

***E anos seguintes, no caso de não conclusão do curso em 2 anos.

Candidatura

176,00 €

Cursos em Português

Matrícula

326,00 €

Inscrição

187,00 €

Propina Anual

3.928,50 €

Cursos em Inglês

Propina Anual

5.200,00 €

Candidaturas*

176,00 €

Matrícula (ato único por curso)

326,00 €

Seguro Escolar

32,00 €

Inscrição

setembro

Valor isento no ano da matrícula**

fevereiro

187,00 €

*Isenta para antigos alunos (com curso que confere grau concluído na UPT)
**Isenção será aplicada em Fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Candidaturas

Isento

-

Matrícula (ato único por curso)

326,00€

-

Inscrição

setembro

Isento**

-

fevereiro

187,00€

196,00€

**Isenção será aplicada em fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Propina de Frequência (p/ 60 ECTS)

11 Prestações (setembro a julho)

Mensal

368,20 €

Desconto de 3% setembro

Único

3.928,50 €

Propina de Frequência (p/ 30 ECTS)

5 Prestações (setembro a janeiro ou fevereiro a junho)

Mensal

405,00 €

Desconto de 2% setembro ou fevereiro

Semestral

1.984,50 €

Valor por ECTS

13,50 €

Propina mínima obrigatória (10 ECTS)

Mensal

135,00 €

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Ato único (1 prestação)

julho a setembro

326,00 €

343,00 €

Ato único (2 prestações)

setembro

187,00 €

196,00 €

fevereiro

187,00 €

196,00 €

Propina de Frequência

50% dos preçários da parte curricular

***E anos seguintes, no caso de não conclusão do curso em 2 anos.

Candidatura

176,00 €

Cursos em Português

Matrícula

326,00 €

Inscrição

187,00 €

Propina Anual

3.928,50 €

Cursos em Inglês

Propina Anual

5.200,00 €

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre os candidatos detentores de:

  1. Grau de licenciado ou equivalente legal em Conservação, Restauro, História, História da Arte, Ciências Sociais e Humanas e áreas afins;
  2. Titulares de um grau académico superior estrangeiro, conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos em Conservação, Restauro, História, História da Arte, Ciências Sociais e Humanas e áreas afins, organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
  3. Titulares de um grau académico superior estrangeiro, em Conservação, Restauro, História, História da Arte, Ciências Sociais e Humanas e áreas afins, que o Conselho Científico reconheça satisfazer os objetivos do grau de licenciado;
  4. Candidatos detentores de um currículo académico, científico ou profissional que o Conselho Científico reconheça atestar capacidade para realização deste ciclo de estudos.

Os candidatos ao acesso ao 2.º ciclo em Património Cultural e Desenvolvimento do Território são seriados com base na valorização de mérito resultante da média ponderada, conforme Anexo II, das Normas Regulamentares 2.º ciclo em Património Cultural e Desenvolvimento do Território.

1ª Fase Início Fim
Candidaturas à 1ª fase
4 abril
20 maio
Afixação dos resultados
27 maio
Reclamações
27 maio
30 maio
2ª Fase Início Fim
Candidaturas à 2ª fase
30 maio
22 julho
Afixação dos resultados
29 julho
Reclamações
29 julho
2 agosto
Matriculas e Inscrições para a 1ª e 2ª fase
2 de agosto
16 agosto
3ª Fase Início Fim
Candidaturas à 3ª fase
2 agosto
29 setembro
Afixação dos resultados
6 outubro
Reclamações
6 outubro
7 outubro
Matriculas e Inscrições
7 outubro
14 outubro

NOTA: De acordo com as deliberações do CC poderá a Universidade Portucalense abrir outras fases de candidatura para o Ingresso nos cursos de 2º ciclo.

2º CICLO DE ESTUDOS
  • Os titulares de grau de licenciado ou equivalente legal;
  • Os titulares de um grau académico estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do processo de Bolonha por um Estado aderente a esse processo;
  • Os titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Universidade Portucalense;
  • Os detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo Conselho Científico da Universidade Portucalense, como atestando capacidade para realizar este ciclo de estudos.
Atendendo ao seu percurso académico e profissional, os candidatos podem apresentar um pedido de Requerimento de Reconhecimento e Creditação de Competências, que poderá conferir equivalências a unidades curriculares do curso de Mestrado. Os detentores do grau de licenciado Pré-Bolonha que possuam mais de 5 anos de experiência profissional na área do mestrado, podem solicitar a substituição da dissertação por um relatório detalhado sobre a atividade profissional segundo o regulamento em vigor.

  • documento de identificação
  • fotografia, tipo passe
  • documentos que comprovem as habilitações académicas (fotocópias autenticadas)
  • CV atualizado

  • Modelo Próprio, Reconhecimento de que o grau académico satisfaz os objetivos do grau de licenciado, para efeitos de candidatura a um curso de mestrado, solicitando reconhecimento prévio pelo Conselho Científico da habilitação de acesso
  • Documento de Identificação
  • Fotografia, tipo passe
  • Documento comprovativo de titularidade do grau académico superior estrangeiro com indicação da nota final (*)
  • Certidão discriminada das unidades curriculares que constituem o plano curricular do grau académico (*)
  • CV atualizado

(*) Os documentos devem ser traduzidos para português, sempre que não forem emitidos em português, inglês, francês ou espanhol e visados pelo serviço consular ou apresentados com a aposição da Apostila de Haia pela autoridade competente do Estado de onde é originário o documento.

De acordo com a nova Portaria nº 181-D/2015 de 19 de junho, a mudança de curso e transferência foi substituída por um único regime denominado “mudança de par instituição/curso”.

Não é permitida a mudança de par instituição/curso no ano letivo em que o estudante tenha sido colocado em par instituição/curso de ensino superior ao abrigo de qualquer regime de acesso e ingresso e se tenha matriculado e inscrito.

A mudança de par instituição/curso e o reingresso são requeridos à Direção dos Serviços Académicos, em modelo próprio.

  • Formulário de candidatura, devidamente preenchido;
  • Documento de Identificação;
  • Fotografia, tipo passe;
  • Original ou cópia autenticada do documento comprovativo da matrícula no estabelecimento de ensino de origem (com exceção dos candidatos da UPT) (*);
Se desejar solicitar equivalências: (*) Estes documentos devem ser autenticados de acordo com legislação em vigor (Decreto-lei 28 de 13/03/2000).

Para informações sobre o processo de candidatura por favor consulte os regulamentos relevantes abaixo ou contacte diretamente com o nosso Gabinete de Ingresso. Para informações de caráter pedagógico/científico consultar os coordenadores de curso

PARCERIAS

Voltar ao topo