Mestrado em Património Artístico Conservação e Restauro

DURAÇÃO

2 anos

ECTS

120

VAGAS

20

REGIME

Pós-Laboral

CURSO

Mestrado

IDIOMAS

PT

SINGULARIDADES DO CURSO

  • É um desafio, uma descoberta e uma responsabilidade participar num processo ativo de Conservação e Restauro de Património Artístico
  • Este Mestrado pensa o Património de uma forma inter e multidisciplinar
  • Os projetos práticos, de investigação e os estágios deste Mestrado contam com o apoio da Clínica de Conservação e Restauro

O Mestrado em Património Artístico, Conservação e Restauro pretende proporcionar aos estudantes um aprofundamento das competências adquiridas promovendo, desta forma, a continuidade da formação.
Este curso articula conhecimentos científicos sólidos com situações práticas em contexto de trabalho oferecendo uma formação individualizada, multi e intercisciplinar. Está, desta forma, estreitamente ligado à realidade profissional, nestas áreas do saber que estão em permanente mudança, sendo a atualização uma necessidade constante.
Oferece especializações em diversas áreas de investigação propondo a participação do estudante em projetos que assentam em parcerias inovadoras, potenciando a reflexão critica na investigação científica em Património Artístico, Conservação e Restauro.
A sua associação a diversos projetos de diversas áreas contitui-se como um elemento inovador na valorização e salvaguarda do Património.

Conta no seu projeto formativo com o apoio da Clinica de Conservação e Restauro onde os estudantes poderão contactar com obra em restauro e em processo de conservação. Neste espaço os mestrandos poderão, ainda, desenvolver o seu projeto de investigação, estágio ou projeto prático, colocando-se em contacto com equipamentos e parcerias estratégicas.

 

Publicação em Diário da República, 2ª série - N.º 137 - 18 julho 2013 - Anúncio n.º 254/2013

 

Todos os dias nos deparamos com diverso tipo de situações em que o Património Português, o Nosso Património, é alvo das mais diversas situações de desleixo, abandono, destruição…. Muitas vezes por falta de conhecimento, por ausência de uma formação sólida e adequada às diversas situações de conservação e restauro! Indignamo-nos, mas podemos fazer mais.

O Mestrado em Património Artístico, Conservação e Restauro, dirigido aos mais diversos tipos de profissionais que atuam em diversas áreas relacionadas com o Património, é uma resposta cabal e é, sem dúvida, um dos caminhos para obstar a muitas das situações menos dignificantes do Nosso Património! Nesse sentido, neste curso, as temáticas teóricas versam também sobre a valorização do património e a sua autenticidade, de forma a potencializar a aplicação dos princípios éticos, nomeadamente nos critérios de intervenção e salvaguarda do património, articulando conhecimentos científicos sólidos com situações práticas num contexto de trabalho real.

Valoriza-se, igualmente, a investigação sobre o impacto do turismo na proteção e salvaguarda do património, quer nos museus, quer nas cidades, como nas diversas regiões onde o nosso património prolifera.

Pretende, assim, desenvolver competências básicas de conceção, implementação e avaliação de projetos de investigação em Património Artístico e Conservação e Restauro de forma a desenvolver as capacidades decisórias e técnicas, num processo que vise a crescente autonomia dos mestrandos e que contribua para a conservação e restauro do Nosso Património.

  • Órgãos da administração central, regional e local
  • Arquivos, Museus, Bibliotecas e Galerias
  • Empresas ou organismos de consultoria técnica em conservação e restauro do património
  • Instituições e empresas com atividade nas áreas de Turismo;
  • Empresas especializadas em conservação e restauro;
  • Empresas especializadas em estudo e valorização do património;
  • Grupos privados com atividade nas áreas de difusão e intervenção no património;
  • Criação e/ou desenvolvimento de empresa própria.

São objetivos de aprendizagem do 2.º ciclo de estudos em Património Artístico Conservação e Restauro:

  1. Demonstrar conhecer as diretrizes emanadas do espaço europeu respeitantes à formação em Conservação e Restauro;
  2. Demonstrar aptidões para desenvolvimento de um trabalho individual e autónomo segundo as normas e diretrizes internacionais emanadas para a Conservação e Restauro;
  3. Demonstrar competências de trabalho em equipa e de comunicação;
  4. Conhecer saberes teóricos que permitam a abordagem a questões novas e à resolução de problemas colocados na conservação e restauro nas áreas de especialidade de pintura, cerâmica e azulejo;
  5. Conhecer as metodologias de investigação para a conceção e realização de projetos de investigação, no âmbito do Património Artístico e da Conservação e Restauro;
  6. Dominar o desenvolvimento de capacidades de gestão e de liderança de projetos nas diferentes vertentes da investigação e dos serviços.

O presente diploma confere a habilitação no Mestrado em Património Artístico Conservação e Restauro (120 ECTS) ou, com a conclusão do 1.º ano, Especialização em Património Artístico Conservação e Restauro (60 ECTS).

O Mestrado está organizado em 2 semestres que corresponde à estrutura curricular, mais 1 ano dedicada à preparação, realização e apresentação da defesa de uma dissertação, ou relatório de estágio ou trabalho de projeto.
O curso equivale a 60 ECTS à parte curricular e 60 ECTS à preparação, realização e apresentação da dissertação, ou relatório de estágio ou trabalho de projeto, o que perfaz um total de 120 créditos ECTS nas seguintes áreas científicas:

O Mestrado está organizado em 2 semestres que corresponde à estrutura curricular, mais 1 ano dedicada à preparação, realização e apresentação da defesa de uma dissertação, ou relatório de estágio ou trabalho de projeto.
O curso equivale a 60 ECTS à parte curricular e 60 ECTS à preparação, realização e apresentação da dissertação, ou relatório de estágio ou trabalho de projeto, o que perfaz um total de 120 créditos ECTS nas seguintes áreas científicas:

Área Científica ECTS
Obrigatórios
ECTS
Opcionais
M
Materiais
14
-
HP
História e Património
14
-
AH
Artes e Humanidades
92
-
  • Riscos, Salvaguarda e Valorização do Património;

  • Conservação Preventiva;

  • Segurança e Acessibilidades ao Património Cultural;

  • Riscos e Oportunidades do Turismo em Centros Históricos;

  • Conservação e Restauro em Património Integrado.

 

Projetos realizados ou em curso

Alguns projetos realizados ou em curso:

  • Acessibilidade universal no património cultural e no turismo cultural: o caso do norte litoral de Portugal - com parcerias protocoladas com diversas instituições de ensino superior e investigação;
  • Avaliação da Acessibilidade Universal e dos impactes do Turismo no Património do Litoral Norte de Portugal - com parcerias protocoladas com diversas instituições de ensino superior e investigação;
  • Avaliação de Impactes do Turismo Religioso e do Turismo Acessível nos Caminhos de Santiago - com parcerias protocoladas com diversas instituições de ensino superior e investigação;
  • Projeto Conservação Preventiva, Segurança e Acessibilidades em locais de culto e museus;
  • Povoados Fortificados da Idade do Ferro do Norte Litoral: problemáticas e potencialidades dos projetos de conservação, valorização e acessibilidade universal;
  • Caminho Português a Santiago: Problemáticas e potencialidades dos projetos de acessibilidade universal, conservação preventiva e reabilitação;
  • A obra do escultor Henrique Moreira no Porto e em Gaia: proposta de Conservação e Valorização;
  • Lima e Mattos: Intervenção de Conservação e Restauro de pintura "Retrato de uma Mulher" - projecto de valorização e divulgação da obra do autor;
  • Projeto de Conservação, Restauro e Valorização de Retábulos de Talha do Barroco Português;
  • Património Azulejar da Cidade de Chaves – Projeto/Projetos de Intervenção;
  • Projeto de Conservação e Valorização dos Modelos de Santos da Oficina de José Ferreira Thedim;
  • Estudo, Valorização e Conservação Preventiva de pinturas sobre madeira da Igreja de Santa Maria do Mosteiro de Airães, Felgueiras;
  • Conservação e Valorização da Capela de Santo Antão da Barca, Parada, Alfândega da Fé;
  • Preservação e valorização do órgão de tubos da Igreja de Santa Catarina - Lisboa;
  • A conservação de pintura contemporânea: quatro casos de estudo da Coleção da Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto;
  • A bula papal da Confraria de Santo António, em Freamunde: avaliação diagnóstica, proposta de intervenção e linhas de orientação para a sua conservação e valorização.
  •  

COORDENAÇÃO

CONTACTOS

Fátima Silva

mfms@upt.pt

DTPC/ Departamento de Turismo Património e Cultura

Mestrado em Património Artístico, Conservação e Restauro

Gabinete de Ingresso

Atendimento online: ingresso@upt.pt

(+351) 800 270 201

Candidaturas*

176,00 €

Matrícula (ato único por curso)

326,00 €

Seguro Escolar

32,00 €

Inscrição

setembro

Valor isento no ano da matrícula**

fevereiro

187,00 €

*Isenta para antigos alunos (com curso que confere grau concluído na UPT)
**Isenção será aplicada em Fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Candidaturas

Isento

-

Matrícula (ato único por curso)

326,00€

-

Inscrição

setembro

Isento**

-

fevereiro

187,00€

196,00€

**Isenção será aplicada em fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Propina de Frequência (p/ 60 ECTS)

11 Prestações (setembro a julho)

Mensal

368,20 €

Desconto de 3% setembro

Único

3.928,50 €

Propina de Frequência (p/ 30 ECTS)

5 Prestações (setembro a janeiro ou fevereiro a junho)

Mensal

405,00 €

Desconto de 2% setembro ou fevereiro

Semestral

1.984,50 €

Valor por ECTS

13,50 €

Propina mínima obrigatória (10 ECTS)

Mensal

135,00 €

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Ato único (1 prestação)

julho a setembro

326,00 €

343,00 €

Ato único (2 prestações)

setembro

187,00 €

196,00 €

fevereiro

187,00 €

196,00 €

Propina de Frequência

50% dos preçários da parte curricular

***E anos seguintes, no caso de não conclusão do curso em 2 anos.

Candidatura

176,00 €

Cursos em Português

Matrícula

326,00 €

Inscrição

187,00 €

Propina Anual

3.928,50 €

Cursos em Inglês

Propina Anual

5.200,00 €

Candidaturas*

176,00 €

Matrícula (ato único por curso)

326,00 €

Seguro Escolar

32,00 €

Inscrição

setembro

Valor isento no ano da matrícula**

fevereiro

187,00 €

*Isenta para antigos alunos (com curso que confere grau concluído na UPT)
**Isenção será aplicada em Fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Candidaturas

Isento

-

Matrícula (ato único por curso)

326,00€

-

Inscrição

setembro

Isento**

-

fevereiro

187,00€

196,00€

**Isenção será aplicada em fevereiro caso o aluno apenas se inscreva no 2º semestre, no ano da matrícula

Propina de Frequência (p/ 60 ECTS)

11 Prestações (setembro a julho)

Mensal

368,20 €

Desconto de 3% setembro

Único

3.928,50 €

Propina de Frequência (p/ 30 ECTS)

5 Prestações (setembro a janeiro ou fevereiro a junho)

Mensal

405,00 €

Desconto de 2% setembro ou fevereiro

Semestral

1.984,50 €

Valor por ECTS

13,50 €

Propina mínima obrigatória (10 ECTS)

Mensal

135,00 €

Dentro do Prazo

Fora do Prazo

Ato único (1 prestação)

julho a setembro

326,00 €

343,00 €

Ato único (2 prestações)

setembro

187,00 €

196,00 €

fevereiro

187,00 €

196,00 €

Propina de Frequência

50% dos preçários da parte curricular

***E anos seguintes, no caso de não conclusão do curso em 2 anos.

Candidatura

176,00 €

Cursos em Português

Matrícula

326,00 €

Inscrição

187,00 €

Propina Anual

3.928,50 €

Cursos em Inglês

Propina Anual

5.200,00 €

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre os candidatos detentores de:

  1. Grau de licenciado ou equivalente legal em Conservação, Restauro, História, História da Arte, Ciências Sociais e Humanas e áreas afins;
  2. Titulares de um grau académico superior estrangeiro, conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos em Conservação, Restauro, História, História da Arte, Ciências Sociais e Humanas e áreas afins, organizado de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
  3. Titulares de um grau académico superior estrangeiro, em Conservação, Restauro, História, História da Arte, Ciências Sociais e Humanas e áreas afins, que o Conselho Científico reconheça satisfazer os objetivos do grau de licenciado;
  4. Candidatos detentores de um currículo académico, científico ou profissional que o Conselho Científico reconheça atestar capacidade para realização deste ciclo de estudos.

Os candidatos ao acesso ao 2.º ciclo em Património Artístico Conservação e Restauro são seriados com base na valorização de mérito resultante da média ponderada, conforme Anexo II, das Normas Regulamentares.

1ª Fase Início Fim
Candidaturas à 1ª fase
4 abril
20 maio
Afixação dos resultados
27 maio
Reclamações
27 maio
30 maio
2ª Fase Início Fim
Candidaturas à 2ª fase
30 maio
22 julho
Afixação dos resultados
29 julho
Reclamações
29 julho
2 agosto
Matriculas e Inscrições para a 1ª e 2ª fase
2 de agosto
16 agosto
3ª Fase Início Fim
Candidaturas à 3ª fase
2 agosto
29 setembro
Afixação dos resultados
6 outubro
Reclamações
6 outubro
7 outubro
Matriculas e Inscrições
7 outubro
14 outubro

NOTA: De acordo com as deliberações do CC poderá a Universidade Portucalense abrir outras fases de candidatura para o Ingresso nos cursos de 2º ciclo.

2º CICLO DE ESTUDOS
  • Os titulares de grau de licenciado ou equivalente legal;
  • Os titulares de um grau académico estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do processo de Bolonha por um Estado aderente a esse processo;
  • Os titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Universidade Portucalense;
  • Os detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo Conselho Científico da Universidade Portucalense, como atestando capacidade para realizar este ciclo de estudos.
Atendendo ao seu percurso académico e profissional, os candidatos podem apresentar um pedido de Requerimento de Reconhecimento e Creditação de Competências, que poderá conferir equivalências a unidades curriculares do curso de Mestrado. Os detentores do grau de licenciado Pré-Bolonha que possuam mais de 5 anos de experiência profissional na área do mestrado, podem solicitar a substituição da dissertação por um relatório detalhado sobre a atividade profissional segundo o regulamento em vigor.

  • documento de identificação
  • fotografia, tipo passe
  • documentos que comprovem as habilitações académicas (fotocópias autenticadas)
  • CV atualizado

  • Modelo Próprio, Reconhecimento de que o grau académico satisfaz os objetivos do grau de licenciado, para efeitos de candidatura a um curso de mestrado, solicitando reconhecimento prévio pelo Conselho Científico da habilitação de acesso
  • Documento de Identificação
  • Fotografia, tipo passe
  • Documento comprovativo de titularidade do grau académico superior estrangeiro com indicação da nota final (*)
  • Certidão discriminada das unidades curriculares que constituem o plano curricular do grau académico (*)
  • CV atualizado

(*) Os documentos devem ser traduzidos para português, sempre que não forem emitidos em português, inglês, francês ou espanhol e visados pelo serviço consular ou apresentados com a aposição da Apostila de Haia pela autoridade competente do Estado de onde é originário o documento.

De acordo com a nova Portaria nº 181-D/2015 de 19 de junho, a mudança de curso e transferência foi substituída por um único regime denominado “mudança de par instituição/curso”.

Não é permitida a mudança de par instituição/curso no ano letivo em que o estudante tenha sido colocado em par instituição/curso de ensino superior ao abrigo de qualquer regime de acesso e ingresso e se tenha matriculado e inscrito.

A mudança de par instituição/curso e o reingresso são requeridos à Direção dos Serviços Académicos, em modelo próprio.

  • Formulário de candidatura, devidamente preenchido;
  • Documento de Identificação;
  • Fotografia, tipo passe;
  • Original ou cópia autenticada do documento comprovativo da matrícula no estabelecimento de ensino de origem (com exceção dos candidatos da UPT) (*);
Se desejar solicitar equivalências: (*) Estes documentos devem ser autenticados de acordo com legislação em vigor (Decreto-lei 28 de 13/03/2000).

Para informações sobre o processo de candidatura por favor consulte os regulamentos relevantes abaixo ou contacte diretamente com o nosso Gabinete de Ingresso. Para informações de caráter pedagógico/científico consultar os coordenadores de curso

PARCERIAS

Voltar ao topo