Como chegar
|
Contactos

Intervenção nos Comportamentos Desviantes 2017/2018

  • 5 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Contínua

Objetivos

•Analisar e discutir criticamente as diferentes definições do conceito de comportamento desviante;
•Identificar e caracterizar as principais teorias sobre o comportamento desviante;
•Reconhecer as implicações para a intervenção das diferentes teorias do comportamento desviante;
•Confrontar os diferentes modelos e estratégias de intervenção no abuso de álcool e drogas;
•Analisar e comparar as diferentes estratégias de intervenção nos comportamentos antissociais e delinquência;
•Distinguir os três níveis de intervenção (prevenção, tratamento e reinserção) e correlativas estratégias e modalidades operativas.

Pré-Requisitos Recomendados

Ser detentor de formação que permita a apreensão de conceitos das áreas das ciências sociais e do comportamento.

Método de Ensino

Metodologia expositiva apoiada por multimédia.Recurso a metodologias participativas de discussão.
Trabalho de pares e de grupo para análises e síntese integrativa dos tema tratados na unidade curricular.

Conteúdos Programáticos

1. Definições clássicas e modernas de comportamento desviante: problematização do conceito.
2. As perspetivas tradicionais do comportamento desviante:
2.1. A teoria da anomia
2.2. A teoria da associação diferencial
2.3. A teoria do laço
3. As perspetivas modernas:
3.1. A teoria da rotulagem
3.2. A teoria fenomenológica
4. As abordagens integrativas.
5. Modelos e estratégias de prevenção, de tratamento e de reinserção nos comportamento desviante:
5.1. Nos comportamentos de abuso de álcool e drogas;
5.2. Nos comportamentos antissociais e delinquentes

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

Agra, Cândido (dir)(2012),Criminologia: um arquipélago interdisciplinar. Porto: Universidade do Porto, Editorial;
Carvalho, Jorge Negreiros(2008). Delinquências Juvenis-Trajectórias, intervenção e prevenção. Legis, Editora ,
Carvalho, Joana e Frango, Paula(2011). Intervenções preventivas com grupos vulneráveis- a experiência do programa de intervenção focalizada. Lisboa:IDT
Neves, Tiago(2008). Entre educativo e penitenciário. Etnografia de um centro de internamento de menores delinquentes. Porto: Centro de investigação e intervenção educativa e Edições Afrontamento.

Bibliografia Complementar

Nunes, Laura(2010). Crime e comportamento criminoso. Porto: Edições U.F. Pessoa.
Torres, Anália(org). (2005). Toxicodependentes: trajetórias, perfis sócio-psicológicos , padrões familiares e processos mentais. Lisboa. MIMO

Planificação Semanal

1. Introdução à unidade curricular. Avaliação diagnostica
2. Definições de comportamento desviante. Problematização do conceito.
3. A teoria da anomia
4. A teoria da associação diferencial
5. A teoria do laço
6. Trabalho de grupo para síntese integrativa. As teorias modernas.
7. A teoria da rotulagem
8. A teoria fenomenológica
9. As abordagens integrativas.
10. Trabalho de síntese integrativa. Mini-teste
11. A prevenção , o tratamento e a reinserção nos comportamentos desviantes: Introdução aos modelos e estratégias.
12. Abuso de álcool e de drogas, prevenção, tratamento e reinserção
13. Comportamentos antissociais e delinquência: modelos e estratégias de prevenção e reinserção.
14. Trabalho de grupo para síntese integrativa
15. Apoio para a realização do trabalho final.

Coerência do programa para com os objetivos

2. Com o primeiro e segundo objetivos, estão diretamente associados os conteúdos programáticos previstos nos pontos 1; 2; 3; e 4.Já para o terceiro concorrem mais directamente os conteúdos programáticos previstos no numero 4.Para o quarto e quinto objetivos concorrem os conteúdos programáticos previstos no número 5. Particularmente os números 5.1. e 5.2. estão diretamente associados ao sexto objetivo.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

Na medida em que se privilegia uma abordagem critica dos assuntos a abordar na unidade curricular serão adoptados métodos ativos e participativos, designadamente com recurso aos trabalhos de pares e de grupo.

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Análise e sínteseSimSim
Capacidade crítica e de avaliaçãoSimSim
Capacidade de adaptação a novas situaçõesSimSim
Capacidade de auto-critica e de auto-avaliaçãoSimSim
Capacidade de decisão  
Competência em informática e uso de novas tecnologias  
Competência em língua estrangeira  
Comunicação oral e escritaSimSim
Conhecimento de outras culturas e costumesSim 
CriatividadeSim 
Trabalho em equipaSimSim
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
Por favor dispense alguns minutos para responder a umas perguntas rápidas sobre o nosso website.