Como chegar
|
Contactos

Finanças Internacionais 2017/2018

  • 5 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Contínua

Objetivos

O aluno deve ser capaz de:
- Dominar os instrumentos básicos necessários à compreensão do funcionamento do mercado de câmbios;
- Conhecer os instrumentos passíveis de ser utilizados na cobertura a prazo do risco da taxa de câmbio e das taxas de juro;
- Compreender e aplicar as diferentes técnicas e operações de cobertura dos riscos cambial e de taxa de juro, através da utilização dos instrumentos de cobertura;
- Entender a importância e racionalidade da diversificação num cabaz de moedas;
- Saber analisar e avaliar o funcionamento dos contratos de balcão;
- Entender e saber avaliar as diferentes técnicas de pagamento e recebimento em comércio internacional.

Pré-Requisitos Recomendados

Nada a referir.

Método de Ensino

Adotar-se-á uma metodologia caracterizada pela coexistência do modelo expositivo com o modelo interativo.
Incentivar-se-á a participação ativa dos alunos nas aulas.
Como estratégia para a prossecução dos objetivos da disciplina, promover-se-á a realização de trabalhos práticos com apresentação na própria aula.
Os alunos serão incentivados a desenvolver uma atividade de permanente pesquisa bibliográfica depois de obterem a necessária orientação.
Nas aulas práticas incentivar-se-á a independência no raciocínio e na resolução de exercícios práticos.

Conteúdos Programáticos

1. Mercados de Câmbios
1.1. Caracterização
1.2. Funções
1.3. Participantes
1.4. Conceitos
2. Conceitos de base
2.1. Taxa de câmbio
2.2. Moedas
2.3. Sentido das cotações
2.4. Diversidade das cotações
2.5. O “spread”
2.6. Formas de cotação
2.7. Taxas cruzadas
2.8. Os sistemas de taxas
2.9. Os sistemas híbridos
3. Estratégias de arbitragem e de especulação
3.1. Arbitragem
3.2. Especulação
4. Caracterização, funções e funcionamento dos mercados
4.1. Mercado de câmbios à vista e a prazo
4.2. Contratos a prazo de taxas de juro
5. Risco cambial e de taxa de juro
5.1. Tipos de risco
5.2. Gestão de risco cambial, de taxa de juro e de exposição
5.3. Risco económico
6. Construção de um cabaz de moedas
6.1. Portfólio
6.2. Pressupostos de Markowitz
7. Contratos de balcão
7.1. Os “Swaps”
7.2. Os FRAs
7.3. Caps, Floors e Collars
8. Técnicas de pagamentos internacionais.

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

•Eun, C., Resnick, B. (2011), International Financial Management, New York: McGraw-Hill/Irwin, 6th edition.
•Eiteman, D., Stonehill, A., Moffet, M. (2006), Multinational Business Finance, Reading: Adisson-Wesley Publishing Company, 10th edition.
•Pinho, J., Soares, I. (2007): Finanças – Mercados e Instrumentos, Lisboa: Edições Sílabo.
•Silva, E.; Mota, C.; Queirós, M.; Pereira, A. (2013). Finanças e Gestão de Riscos Internacionais, Porto: Editora Vida Económica, 1ª Edição.

Bibliografia Complementar

•Feenstra, R.; Taylor, A. (2012). International Economics, Worth Publishers, 2nd ed.,.
•Krugman, P.; Obstfeld, M.; Melitz, M.; (2012). International Economics: Theory and Policy, Pearson, 9th ed..

Planificação Semanal

1
1. Mercados de Câmbios
1.1. Caracterização do mercado de câmbios
1.2. Principais funções do mercado de câmbios
1.3. Participantes no mercado de câmbios
1.4. Conceito posição cambial
2. Conceitos de base
2.1. Taxa de câmbio
2.2. Identificação das moedas
2.3. Sentido das cotações
2.4. Diversidade das cotações
2.5. O “spread” em pontos cambiais
2.5.1. Importância do “spread”
2.6. Formas de cotação entre operadores
2.7. Taxas de câmbio cruzadas
2.7.1. Ambas as cotações diretas ou indiretas
2.7.2. Uma cotação direta e outra indireta


2
2.8. Os sistemas de taxas de câmbio
2.8.1. O Gold Standard Exchange
2.8.2. O Acordo de Bretton Woods e o Dollar Standard
2.8.3. O Acordo da Jamaica e as taxas de juro flexíveis
2.8.4. O Sistema Monetário Europeu : O retorno às taxas fixas no espaço dos países da União
2.9. Os sistemas híbridos de taxas de câmbio
2.9.1. O "Dirty Float"
2.9.2. O " Wider Band"
2.9.3. O " Crawling Peg"
2.9.4. O " Mixed Fixed and Flexible Rates".


3
3. Estratégias de arbitragem e de especulação
3.1. Arbitragem
3.1.1. A arbitragem geográfica
3.1.2. A arbitragem triangular
3.1.3. Arbitragem de juros
3.1.3.1. Arbitragem de juros a coberto
3.1.3.2. Arbitragem de juros a descoberto
3.2. Especulação
3.2.1. Especulação no mercado à vista
3.2.2. Especulação no mercado a prazo


4
4. Caracterização, funções e funcionamento dos mercados à vista, a prazo
4.1. Mercado de câmbios à vista
4.2. O mercado de câmbios a prazo
4.2.1. Custo de uma operação a prazo
4.2.2. Cotações a prémio e a desconto
4.2.3. Formas de cotação no mercado a prazo
4.2.4. Formação de taxas de câmbio a prazo
4.2.5. Esquema de cobertura no mercado a prazo
4.2.6. Cobertura no mercado monetário

5
4.2.7. Cálculo das cotações a prazo para datas não cotadas normalmente
4.2.8. Prorrogação de um contrato a prazo
4.2.9. O Roll-Over de posições
4.2.10. Reestruturação de débitos / créditos no mercado a prazo
4.2.11. Taxas de câmbio a prazo e decisões sobre preços
4.2.12. Cobertura cruzada no mercado a prazo
4.2.13. Vantagens e limitações dos contratos de câmbio a prazo

6
4.3. Contratos a prazo de taxas de juro
4.3.1. A relação entre preços a contado e preços a prazo
4.3.1.1. As operações a prazo

7
4.3.1.2. Compras financiadas e vendas a descoberto
4.3.1.3. Condições de equilíbrio entre operações a prazo e operações à vista
4.3.2. Os contratos a prazo sobre taxas de juro de médio / longo prazo

8
5. Risco cambial e de taxa de juro
5.1. Tipos de risco de câmbio e sua cobertura
5.2. Técnicas simples de gestão de risco cambial
5.2.1. Escolha da moeda de liquidação
5.2.2. Redução de prazos
Teste de Avaliação

9
5.2.3. Gestão dos prazos de liquidação
5.2.4. Compensação
5.2.5. Desconto por antecipação de regularização
5.2.6. Desconto sem recurso
5.2.7. Política de preços

10
5.3. Técnicas simples de gestão do risco de taxa de juro
5.3.1. Natureza e definição do risco de taxa de juro
5.3.2. A duração e o diferencial de duração (Duration Gap)
5.3.3. A avaliação do risco de taxa de juro e estratégias de actuação
5.3.4. As diversas técnicas de cobertura de risco de taxa de juro
5.4. A gestão do risco de exposição ou contabilístico
5.4.1. O caso português
5.5. Risco económico

11
6. Construção de um cabaz de moedas
6.1. Portfólio: Aproximação de Markowitz
6.2. Principais pressupostos da análise de Markowitz

12
7. Contratos de balcão
7.1. Os “Swaps”
7.1.1. Os “Swaps” de divisas
7.1.2. Os “Swaps” de taxas de juro

13
7.2. Os Forward Rate Agreements (FRAs)
7.2.1. Vantagens do FRA
7.2.2. Exercício de demonstração
7.3. Caps, Floors e Collars

14
8. Técnicas de pagamento e recebimento em comércio internacional
8.1. As transferências bancárias
8.2. Os cheques bancários
8.3. As letras de câmbio

15
8.4. As cartas de crédito documentárias (créditos documentários)
Teste de avaliação.

Coerência do programa para com os objetivos

Os conteúdos programáticos são coerentes com os objetivos que se pretendem atingir. Assim, para os objetivos de dominar os instrumentos básicos necessários à compreensão do funcionamento do mercado de câmbios e conhecer os instrumentos passíveis de ser utilizados na cobertura a prazo do risco da taxa de câmbio e das taxas de juro, são estudados os conceitos subjacentes ao mercado de câmbios e seus conceitos básicos, e as estratégias de arbitragem e de especulação com a realização dos respetivos exercícios práticos. A fim de compreender e aplicar as diferentes técnicas e operações de cobertura dos riscos cambial e de taxa de juro, através da utilização dos instrumentos de cobertura, são apresentadas as caraterísticas, funções e funcionamento dos mercados à vista e a prazo, o risco cambial e de taxa de juro, criando diferentes cenários de tomada de decisões. Para o objetivo de entender a importância da diversificação num cabaz de moedas é apresentada a Teoria de Markowitz.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

Para todos os objetivos da aprendizagem é utilizado o método expositivo com debate de ideias e expressão de opinião fundamentada. Através da utilização de uma metodologia expositiva, com um modelo interativo e com o incentivo a participação dos alunos visa-se a operacionalização de conceitos e o conhecimento do mercado de câmbios e das estratégias de arbitragem e de especulação. Os alunos ao serem incentivados a desenvolver uma atividade de permanente pesquisa, desenvolvem capacidades no âmbito dos mercados à vista, dos mercados a prazo e nomeadamente nos aspetos técnicos de cotações à vista e a prazo reestruturação de débitos / créditos, e técnicas de gestão de risco cambial e de taxas de juro. Através do debate de ideias e da permanente resolução de problemas, visa-se compreender e analisar a construção de um cabaz de moedas e o funcionamento de contratos de swaps e fra’s, bem como as técnicas de pagamento e recebimento em comércio internacional.

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Análise e sínteseSimSim
Aptidão para aplicação na prática dos conhecimentos teóricosSimSim
Capacidade crítica e de avaliaçãoSim 
Capacidade de auto-critica e de auto-avaliaçãoSim 
Capacidade de decisãoSim 
Capacidade de investigaçãoSim 
Competência em informática e uso de novas tecnologiasSim 
Competência em língua estrangeiraSim 
Comportamento ético e responsável  
Comunicação oral e escritaSimSim
Gestão da informação e da aprendizagemSim 
Liderança  
Preocupação com a eficácia  
Preocupação com a qualidade  
Relacionamento interpessoal  
Resolução de problemasSimSim
Saber organizar, planear e gerir  
Trabalho em equipa  
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
Por favor dispense alguns minutos para responder a umas perguntas rápidas sobre o nosso website.