Como chegar
|
Contactos

Sociologia da Cultura 2016/2017

  • 5 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Contínua

Objetivos

1. Identificar a sociologia da cultura focada nas práticas e experiências turísticas, no contexto das transformações socioculturais.

2. Compreender e analisar os comportamentos sociais nos contextos da cultura e outras organizações socioculturais.

3.Analisar os comportamentos, as motivações, necessidades diferenciadas e a satisfação do consumo do público.

4. Desenvolver um trabalho de campo no âmbito do turismo

5. Aplicar a técnica das narrativas digitais em espaços não formais, para registrar e relatar experiências turísticas.

Pré-Requisitos Recomendados

Ter frequentado um 1º Ciclo de Estudos

Método de Ensino

A metodologia utilizada privilegiará a aula expositiva seguida de orientação tutorial e de aprendizagem por projeto.

Os estudantes terão de pesquisar, produzir e apresentar uma narrativa digital sobre a temática: Rota das Quintas de vinho verde, baseado no seu Trabalho de campo.

A avaliação será contínua num processo de investigação marcado por três elementos: (a) avaliação da fundamentação teórica - processos de análise, crítica e síntese (30% da nota final); (b) avaliação da apresentação do trabalho final através da narrativa digital (50% da nota final); (c) os restantes 20% são atribuídos à participação, aquisição de competências de trabalho através das narrativas digitais, resolução de problemas, capacidade de investigação, planeamento, gestão da investigação e participação nas aulas presenciais e on-line.

Conteúdos Programáticos

Introdução
1.Sociologia da Cultura: as diferentes necessidades pessoais, grupais e culturais
2.Indústria cultural: dimensionamento da cultura, públicos e acessibilidade
3.Estilos de vida, cultura, lazer e turismo
4.Alargamento das instituições culturais a novos públicos e necessidade estratégica de diferenciação
5.Fidelização de públicos: as motivações e interesses
6.Estratégias culturais e estratégias de animação cultural

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

Albi, E. (2003). Economía de las artes y la política cultural, IEF: Madrid.
Ateca-A., V. (2009). “El capital humano como determinante del consumo cultural”, Estudios de Economía Aplicada 27 (1), pp. 87-110.
Lopes, M., S. (2006). Animação Sociocultural em Portugal. Ed. APACM, ISBN 9789729985133.
Lundby, K. (2008). Digital storytelling, mediatized stories: Self-representations in new media. New York: P. Lang.
Nieto Cánovas, C. (1997). La dimensión cultural. Una aproximación a la Sociología de la Cultura, Elche: Instituto de la Cultura “Juan Gilbert” (Diputación de Alicante).
De Carvalho Tomás, P. M. Património cultural e estratégias de desenvolvimento em Portugal: balanço e novas perspectivas. Diez años de cambios en el Mundo, en la Geografía y en las Ciencias Sociales, 1999-2008. Actas del X Coloquio Internacional de Geocrítica, Universidad de Barcelona, 26-30 de mayo de 2008. http://www.ub.es/geocrit/-xcol/289.htm

Bibliografia Complementar

Babo, E., (2006). A intervenção para o sector da cultura face ao novo quadro de Programação dos fundos estruturais. Criar Cultura, nº 9. . [14 de Março de 2008].
Ballart Hernández, J. et al., (2001). Gestión del patrimonio cultural Barcelona: Ariel.
Blaug, M., (2001). “Where Are we Now in Cultural Economics”, Journal of Economic Surveys 15((2),123-143.
Digital Storytelling (2015).Tutoriales, Ejemplos y Manuales. Retrieved from http://storytelling.greav.net/es/page/tutoriales-ejemplos-y-manuales
Varnier, J.- P. (2002). La mundialización de la cultura, Barcelona: Gedisa.
Viveiros, A. L. N., (2008) O Desenvolvimento Local e a Animação Sociocultural. Uma comunhão de princípios; http:quadernsanimacio.net; nº 8; JULIO de 2008; ISNN 1698-4044.

Planificação Semanal

Sessões/plano semanal
1º Sessão Mar.3
Introdução
Temas: 1, 2.
2º Sessão Mar. 9
Continuação do Tema 2 (Prática)
3º Mar. 10, Tema 3.
Visita “Rota das Quintas de vinho verde” - Trabalho de campo
4º Mar. 16 Reunião videoconferência – partilha da experiência
Orientações – produção/edição do videoclipe
5º Abr.1 Tema 4.
6º Abr. 6 Reunião videoconferência – Narrativas digitais /Produção/edição vídeo
7º Abr. 7 Seminário de Turismo: Temas 5,6
8º Abr. 13 Conclusão e avaliação da UC
Entrega produto final: narrativa digital

Coerência do programa para com os objetivos

Os conteúdos programáticos foram pensados tendo em conta os objetivos propostos nesta Unidade Curricular e a sua relação com a metodologia de planeamento de projectos unida ao trabalho de campo e o desafio para a definição de estratégias educativas, culturais e de animação.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

A metodologia a adoptar será baseada numa abordagem expositiva sobre os aspetos teóricos fundamentais, suportada pelo trabalho de campo e o desenvolvimento de um trabalho de projeto e multimédia. Permitirá explicitar a importância da cultura e as suas diferentes dimensões no desenvolvimento de projetos no âmbito educativo, cultural e de animação. Compreender os conceitos chave e identificar as oportunidades exploráveis num contexto de projeto, reconhecendo as necessidades educativas e culturais para incorporar as técnicas mais adequadas para o seu desenvolvimento.

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Análise e sínteseSimSim
Aptidão para aplicação na prática dos conhecimentos teóricosSimSim
Capacidade crítica e de avaliaçãoSimSim
Capacidade de auto-critica e de auto-avaliaçãoSimSim
Capacidade de investigaçãoSimSim
Competência em informática e uso de novas tecnologiasSimSim
Comportamento ético e responsávelSimSim
Comunicação oral e escritaSimSim
Conhecimento de outras culturas e costumesSimSim
CriatividadeSimSim
Gestão da informação e da aprendizagemSimSim
Relacionamento interpessoalSimSim
Resolução de problemasSimSim
Saber organizar, planear e gerirSimSim
Valorização da diversidade e da multiculturalidadeSimSim
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
Por favor dispense alguns minutos para responder a umas perguntas rápidas sobre o nosso website.