Como chegar
|
Contactos

Planeamento Cultural e Indústrias Culturais 2016/2017

  • 5 ECTS
  • Lecionada em Português
  • Avaliação Final

Objetivos

Estudar o planeamento cultural no contexto dos territórios, do planeamento estratégico e do seu desenvolvimento;
Conhecer e comparar exemplos de organizações e agentes do ponto de vista da gestão e práticas culturais;
Analisar o planeamento e a gestão cultural na perspetiva da interdisciplinaridade e da complementaridade;
Conhecer e desenvolver programas de planeamento cultural do conceito à sustentabilidade;
Analisar as práticas culturais do ponto de vista do planeamento e dos públicos.

Pré-Requisitos Recomendados

Não aplicável

Método de Ensino

Adotam-se os modelos de aprendizagem dos métodos expositivos interativos, auxiliados pelo recurso a estudo e análise de casos, pesquisa e análise de bibliografia.
A avaliação sugerida que pretende desenvolver a autonomia investigativa e de análise crítica dos estudantes adota 100% para um trabalho de análise crítica, individual a realizar seguido de apresentação e debate.

Conteúdos Programáticos

• Território e paisagem cultural: Planeamento Cultural como integrante da política de ordenamento do território e do urbanismo; colaboração na formação da identidade do território e das comunidades urbanas;
• Estratégias e objetivos da atividade cultural e das indústrias culturais e criativas como elemento diferenciador e enriquecedor da sociedade;
• Estudo de casos: Redes, inovação, criatividade e diferenciação na cultura: o desenvolvimento do território e o incremento da atividade turística face ao ordenamento cultural dos territórios;
• Estudo de casos: Organizações culturais e a dinâmica local, regional, nacional e internacional;
• Estudo de casos: Recursos tecnológicos no planeamento e gestão cultural
• Modelos de financiamento e sustentabilidade: interdisciplinariedade, complementariedade organizacional e territorial, integração de stakeholders,

Bibliografia e Webgrafia Recomendada

PORTAS. N. / DOMINGUES, A. / CABRAL. J. (2003). Políticas Urbanas. Tendências, estratégias e oportunidades, Centro de Estudos e Formação Autárquica/Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa, pp.194-210.
GUILLAUME, M. (2003). A política do património, Campo das Letras, Porto.
MARQUES, T.S. (2004). Portugal na transição de século, retratos e dinâmicas territoriais, Edições Afrontamento, Porto.
SABATÉ, J. (2004). “Paisajes culturales, el património como recurso básico para un nuevo modelo de desarrollo”, Revista Urban, n.º 9, Madrid.
EUROPEAN COMISSION (1997). The EU compendium of spatial planning systems and policies, series Regional Development Studies, nº 28.
CARDOSO, A. (1996). Do desenvolvimento do planeamento ao planeamento do desenvolvimento, Edições Afrontamento, Porto.
HENRIQUES, J.M. (1990). Municípios e desenvolvimento, Escher, Lisboa.

Planificação Semanal

.

Coerência do programa para com os objetivos

.

Coerência dos métodos de ensino para com os objetivos

.

competência genérica relevantedesenvolvida?avaliada?
Análise e sínteseSimSim
Aptidão para aplicação na prática dos conhecimentos teóricosSimSim
Capacidade crítica e de avaliaçãoSimSim
Capacidade de investigaçãoSimSim
Comportamento ético e responsávelSimSim
Comunicação oral e escritaSimSim
Preocupação com a qualidadeSimSim
Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
Por favor dispense alguns minutos para responder a umas perguntas rápidas sobre o nosso website.