Como chegar
|
Contactos

Apresentação DCEP

O contínuo processo de Bolonha criou condições de desenvolvimento e inovação no seio das universidades que devem que ser implementadas e alargadas na sua plenitude. Ciente das necessidades impostas pelas novas políticas do ensino superior e das rápidas e constantes mudanças operadas na sociedade e no mundo laboral, entendemos que o Departamento de Ciências da Educação e do Património deve seguir muito de perto as boas práticas e implementá-las com o máximo de rigor. Interessa-nos formar com qualidade e com valores, promovendo a criatividade, o espírito crítico e muitas outras competências que acreditamos necessárias às pessoas e aos profissionais.

Neste contexto, apresentamos as linhas orientadoras do Projecto Educativo do Departamento que assentam, hoje, em 5 grandes pilares: qualidade formativa, investigação e inovação, empregabilidade, educação ao longo da vida, internacionalização e desenvolvimento de parcerias.

Acreditamos que, no cumprimento dos nossos objectivos, impostos pela nossa missão, podemos contribuir para o conhecimento e desenvolvimento social e económico.

Isabel Vaz de Freitas

Diretora do Departamento de Ciências da Educação e do Património

I. Qualidade formativa

A qualidade formativa institui-se pelo desenvolvimento de um ambiente actual e favorável ao conhecimento e à criação inovadora, onde o estudante se sinta acompanhado e orientado, de modo a desenvolver autonomia na aprendizagem e competências ajustadas à sua formação. Para o concretizar, o Departamento de Ciências da Educação e do Património reveste-se das seguintes preocupações:

II. Investigação e Inovação

Declaração de Praga de 2009, reflecte a importância da investigação e da inovação para o combate da crise económica e financeira, no quadro da importância do ensino superior para o futuro da Europa. Neste sentido, o Departamento de Ciências da Educação e do Património pretende desenvolver:

III. Empregabilidade

A empregabilidade continua a constituir uma preocupa&¸ão fundamental. Crente de que a abertura de um diálogo próximo com entidades empregadoras e com associações profissionais promove a integração dos estudantes, o Departamento de Ciências da Educação e do Património assume:

IV. Educação ao longo da vida

Tendo em conta que a educação ao longo da vida proporciona o enriquecimento e o fortalecimento das pessoas e das instituições, o Departamento de Ciências da Educação e do património considera uma prioridade o incremento de estratégias que se orientem quer para uma educação de adultos quer para a formação de activos. Assim, propõe-se:

V. Internacionalização e desenvolvimento de parcerias

A mobilidade e o diálogo com universidades parceiras e outras instituições, a um plano nacional e internacional, constitui uma das prioridades que o Departamento de Ciências da Educação e do Património pretende desenvolver através de uma activa solidariedade e cooperação desenvolvida em:

Oferta Formativa DCEP por área

Educação

Educação Social

Educação Especial

Educação e Bibliotecas

Supervisão e Coordenação da Educação

Administração e Gestão da Educação

Orientação Educativa

Ensino da História e da Geografia

Ciência da Informação e da Documentação

Informação

Documentação

Bibliotecas

Arquivos

Psicologia

Saúde e Clínica

Orientação e Educação

Valorização do Património e do Território

História

Arqueologia

Conservação e Restauro

Turismo

Gestão Cultural

 

 

cedil;

Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
Por favor dispense alguns minutos para responder a umas perguntas rápidas sobre o nosso website.