Como chegar
|
Contactos

Sofia foi a melhor aluna da UPT

Sofia foi a melhor aluna da UPT

No ano letivo anterior, Sofia Gomes licenciou-se em Turismo com média de 17,3 valores, tendo sido distinguida como a melhor aluna da Universidade. Sofia tem 21 anos, vive em Vila Nova de Gaia, gostava de viver no Funchal e sonha em conhecer o mundo.

Comunica UPT: Quais as razões que a levaram à licenciatura de Turismo na Universidade Portucalense?

Sofia Gomes: A decisão relativamente à área de Turismo foi tomada ainda no ensino básico e permaneceu ao longo dos anos. A escolha da universidade foi pensada ao pormenor, incluindo visitas a várias universidades e uma avaliação intensa sobre cada plano curricular. No final, foi a UPT que se destacou nos dois aspetos.

Quais foram os momentos mais marcantes, ao longo dos últimos três anos?

Os momentos mais marcantes estão relacionados com a praxe. Foi uma experiência incrível, aprendi muitas “lições” que me serão úteis no futuro. Foi uma excelente forma de me integrar na vida académica, no ensino superior e de conhecer pessoas maravilhosas.

Quais são os segredos para o seu sucesso académico?

Acho que o sucesso académico parte de cada um. O meu objetivo sempre foi terminar a licenciatura com sucesso e batalhei para que assim acontecesse. No entanto, não deixei de viver a minha vida. Estudei, trabalhei, frequentei a praxe e ainda tive tempo para os amigos e para a família. Conciliar tudo não foi fácil, mas a gestão que fiz do tempo e das prioridades, no final, valeram muito a pena!

Para os que entram de novo na universidade, quer deixar dois conselhos?

O primeiro conselho é o foco no estudo. Não façam com que o investimento que estão a fazer seja feito em vão, nunca! O segundo é a participação na praxe. Disfrutem ao máximo do ano de caloiro - que é o melhor!

Neste momento tem em mãos algum desafio profissional. Se sim, qual?

Não, ainda não estou a exercer nenhuma profissão. Este é um ano em que ainda estou a fomentar a minha formação para depois, sim, entrar no mundo do trabalho ainda mais qualificada.

No futuro, quais os desafios profissionais que gostaria de abraçar e porquê?

Tenho uma enorme vontade de poder exercer a profissão de guia-intérprete, de preferência em Portugal. Estar em contacto com diferentes pessoas, de diferentes culturas, sempre me fascinou. Sei que teria imenso gosto em lhes mostrar tudo aquilo que o nosso país tem de melhor.

No seu entender, quais as competências que são exigidas  a um profissional da área do Turismo?

É fundamental o domínio das línguas estrangeiras - o inglês, por ser a língua universal, e o francês. É, ainda, imprescindível a fácil adaptação a qualquer situação, o gosto e o empenho no trabalho que se faz.

 

 

 

Este website usa cookies para funcionar melhor e medir a performance (Diretiva da União Europeia 2009/136/EC)
Por favor dispense alguns minutos para responder a umas perguntas rápidas sobre o nosso website.